O conselho diretivo do Hospital de Ovar, no distrito de Aveiro, que tinha cessado o mandato em agosto, vai manter-se em funções até 2023, segundo um despacho publicado esta quarta-feira em Diário da República (DR).

“Atendendo a que os membros do atual conselho diretivo do Hospital Dr. Francisco Zagalo – Ovar cessaram o respetivo mandato a 30 de agosto de 2020, torna-se necessário proceder à designação dos membros deste órgão de gestão para um mandato de três anos, assegurando-se a continuidade de funções de todos os membros do anterior mandato”, refere o documento.

De acordo com o despacho, continuam nos cargos o presidente do conselho diretivo, Luís Ferreira, e os vogais executivos Rui Lopes Dias (com funções de diretor clínico) e Mariana Pinto Fragateiro (com funções de enfermeira diretora).

Luís Ferreira e Rui Dias foram ainda autorizados a exercer a atividade de docência em estabelecimentos de ensino superior público ou de interesse público.

O despacho, publicado esta quarta-feira em DR e assinado pelo ministro de Estado e das Finanças, João Leão, e pela ministra da Saúde, Marta Temido, produz efeitos no dia seguinte ao da sua assinatura.

É licenciado em Matemática, mestre em Ensino da Matemática, pela Universidade do Porto, e doutorado em Tecnologias e Sistemas da Informação, pela Universidade do Minho. Tem ainda um Pós-doutoramento no domínio da Medição, Avaliação e Monitorização da Governação Eletrónica.