A Santa Casa da Misericórdia de Chaves, que tem mais de 150 casos de infeção por SARS-CoV-2 entre funcionários e utentes, registou este domingo a primeira morte de uma utente, adiantou à Lusa o provedor. Segundo Jorge Pinto de Almeida, trata-se de uma mulher de 77 anos com outras patologias associadas.

A utente estava no Lar de Vidago, distrito de Vila Real, um dos cinco equipamentos da Misericórdia que tem, atualmente, 48 utentes e 15 funcionários infetados. Lamentando esta morte, o provedor manifestou o seu pesar à família enlutada.

Na sexta-feira, o provedor revelou que três dos cinco lares da Santa Casa da Misericórdia registam 157 casos confirmados, 111 utentes e 46 funcionários. As outras duas instituições, de Casa dos Montes e Vilarelho, estão ainda a ser testadas.

No mesmo dia, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte revelou à Lusa que cinco lares de idosos do concelho de Chaves registam 191 casos de covid-19 em utentes e 74 casos em funcionários, todos “clinicamente estáveis e sem necessidade de internamento”.

No total, existem 191 casos em 242 utentes e 74 casos em 172 funcionários, adiantou em resposta por escrito.

“Neste momento, todos os casos se encontram clinicamente estáveis, sem necessidade de internamento”, acrescentou. A mesma fonte explicou ainda que apenas num dos lares está a ser “avaliada a necessidade de intervenção da equipa rápida da Cruz Vermelha Portuguesa”, e que nos restantes está a ser garantida a gestão da situação.

“A situação está a ser acompanhada pelas autoridades locais de saúde, em articulação com as regionais, e a implementar as medidas necessárias”, destacou ainda a ARS Norte.

Portugal contabiliza pelo menos 4.363 mortos associados à covid-19 em 290.706 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).