Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio anunciaram esta sexta-feira que o acontecimento desportivo adiado para 2021 vai custar mais 2,1 mil milhões de euros do que estava previsto.

As olimpíadas de verão foram adiadas para o próximo ano devido à pandemia de SARS CoV-2.

De acordo com o comité organizador, os valores adicionais ficam a dever-se aos custos operacionais e ao impacto financeiro provocado pelas medidas necessárias a adotar contra o novo coronavírus, que vão ser instalados nos jogos.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020, que deverão contar com a participação de cerca de 11.000 atletas, vão realizar-se entre 23 de julho e 8 de agosto do próximo ano, depois de terem sido adiados devido à pandemia de Covid-19.