O volume de produção que a Opel tinha antecipado para o Mokka-e não se pode considerar impressionante, uma vez que fica abaixo das 10.000 unidades em 2021, mas nem isso retira peso à reacções dos clientes, que se apressaram a encomendar o SUV eléctrico de pequenas dimensões que o fabricante alemão do Grupo PSA vai apenas começar a entregar em Março do próximo ano.

Esta demonstração de popularidade não é obviamente única no mercado, mas são poucos os exemplos entre os fabricantes tradicionais e não nos recordamos de nenhum outro que envolva um modelo da Opel, ou de qualquer outra marca da PSA. Por outro lado, esta diferença entre as previsões e a realidade leva a crer que no grupo francês se continua a não reconhecer o potencial de vendas dos veículos 100% eléctricos.

As encomendas para o Mokka-e, modelo que é, para já, o único SUV eléctrico da Opel, abriram no final de Setembro, mas não foi preciso esperar muito para ver os clientes reservarem todas as unidades, das mais bem equipadas e onerosas às versões mais simples e acessíveis do Mokka eléctrico.

Novo Opel Mokka já tem preços. Desde 21.100€

Com isto, o fabricante alemão conseguiu alocar toda a produção agendada para 2021 do Mokka-e, mas não das restantes versões com motores de combustão. A confiar na solução implementada pela PSA, de utilizar plataformas multienergia, que sendo originalmente concebidas para motores de combustão podem ser adaptadas à instalação de motores eléctricos e respectivas baterias, não será complicado para a Opel trocar uns milhares de Mokka a gasolina por Mokka-e.