O queniano Kibiwott Kandie bateu este domingo o recorde mundial da meia maratona de Valência, Espanha, com o tempo de 57.32 minutos, retirando 29 segundos à anterior melhor marca, que era do seu compatriota Geoffrey Kamworor.

Kibiwott Kandie bateu assim o recorde que estava na posse de Geoffrey Kamworor, que em setembro de 2019, em Copenhaga, percorreu a distância (cerca de 21,1 quilómetros) em 58.01 minutos.

No segundo lugar ficou o ugandês Jacob Kiplimo, com 57.37 minutos, numa prova em que outros dois atletas correram abaixo do tempo de anterior recorde, os quenianos Rhonex Kipruto, com 57.49 minutos, e Alexander Mutiso, com 57.59.

A etíope Genzebe Dibaba venceu a prova feminina, com o tempo de 1:05.18 horas.

Na prova feminina, a queniana Peres Jepchirchir foi a vencedora, com a marca de 02:17.16 horas, com a sua compatriota Joyciline Jepkosgei a terminar em segundo, com 2:18.40, e a namibiana Helalia Johannes em terceiro, com 2:19.52.

Em relação aos portugueses, o melhor foi Rui Filipe Pinto, no 57.º lugar, com o tempo de 02:14.45 horas, enquanto Nuno Lopes terminou a prova em 82.º, com 02:22:19, ambos longe dos mínimos para os Jogos Olímpicos de Tóquio2020 (02:11.30).

Rui Filipe Pinto conseguiu retirar 45 segundos à sua melhor marca pessoal também realizada em Valência, em 2019.