O Campeonato do Mundo do Catar será diferente de todos os outros a vários níveis, começando desde logo pelo facto de ser jogado entre novembro e dezembro e não no verão (onde seria incompatível devido às temperaturas). E será também o primeiro realizado no Médio Oriente, num contexto diferente dos outros até ao momento mas que já foi palco de diversas organizações de grandes provas desportivas internacionais. No entanto, não são apenas essas as diferenças em relação aos anteriores Mundiais, como se percebe nos próprios estádios.

Portugal defronta Sérvia, Rep. Irlanda, Luxemburgo e Azerbaijão na qualificação para o Mundial de 2022

Do Al Bayt, que visto por fora parece uma enorme tenda feita com um material que irá prevenir também o calor de passar tanto para o interior do recinto (que tem sistema de refrigeração e também cobertura retrátil) mas que por dentro terá até 96 quartos de hotel cinco estrelas para quem quiser literalmente ver um jogo sem sair “de casa”, passando pelo Ras Abu Aboud, um recinto completamente desmontável e reutilizável que chegou em contentores e que no final do certame poderá ir parar a qualquer outra parte do país ou do mundo, existe o Lusail, o grande ex libris da competição com quase 100 mil lugares que receberá a cerimónia de abertura e encerramento e que nasceu no meio de uma vila antiga que deu origem a uma cidade nova com cerca de 200 mil habitantes.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Al Bayt Stadium

Al Janoub Stadium

Al Rayyan Stadium

Al Thumama Stadium

Education City Stadium

Khalifa International Stadium

Lusail Stadium

Ras Abu Aboud Stadium