Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Esta terça-feira, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS), Portugal contabiliza 67.805 casos ativos de Covid-19. Desde o dia 5 de novembro que não havia tão poucas pessoas com a infeção ativa, sendo que nesse dia registaram-se 67.157.

Nas últimas 24 horas confirmaram-se menos 3.207 casos ativos de Covid-19 e mais 5.761 casos de recuperação. Há uma semana que não se contabilizavam, em 24 horas, tantos recuperados da infeção pelo novo coronavírus e que não se registava uma descida tão acentuada no número de casos ativos. Na passada terça-feira, dia 8 de dezembro, contabilizaram-se menos 3.761 casos ativos em Portugal e mais 6.585 recuperados.

Aliás, o número de recuperados esta terça-feira é duas vezes superior aos novos casos. Portugal registou 2.638 novos casos de Covid-19 e 84 óbitos. Desde 9 de dezembro que não se contabilizavam menos de 85 mortes em 24 horas: nesse dia houve 70 vítimas mortais. Comparativamente a esta segunda-feira, dia em que houve 90 óbitos e 2.194 novos casos, houve menos seis mortes e mais 444 novas infeções.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O número total de casos recuperados ultrapassa agora os 280 mil, mais concretamente 280.038. Há ainda 74.572 contactos em vigilância, menos 2.151 pessoas nas últimas 24 horas.

O país contabiliza 353.576 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus e 5.733 óbitos desde o início da pandemia.

Internamentos descem. Norte com mais de 50% dos novos casos

Foi também registada uma descida no número de pessoas hospitalizadas devido à Covid-19 nas últimas 24 horas: menos 48 pessoas. Atualmente, segundo o boletim da DGS, há 3.206 pessoas internadas, das quais 506 em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). O número de doentes nos cuidados intensivos por complicações derivadas do novo coronavírus também diminuiu: há menos sete casos em UCI nas últimas 24 horas.

O Norte é a região mais afetada pela pandemia em termos de novos casos e óbitos. 51,5% do total de novos casos foram contabilizados nesta região (1.348), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo com 21,3% dos novos casos (682). Na região Centro foram confirmados mais 436 casos, no Alentejo mais 59 e no Algarve mais 42. A Madeira contabilizou mais 27 casos e os Açores mais 44.

Ao contrário do que aconteceu esta segunda-feira, a região Norte foi a que registou mais mortes, 36, mais 10 do que em Lisboa e Vale do Tejo (26). O Centro foi a terceira região com mais vítimas mortais, contabilizando 18 óbitos, o Alentejo registou três mortes e a Madeira uma.

As vítimas mortais são:

  • 24 homens e 33 mulheres com mais de 80 anos;
  • 13 homens e sete mulheres com idades entre os 70 e os 79 anos;
  • três homens e três mulheres entre os 60 e os 69 anos;
  • um homem entre os 50 e os 59 anos;