Cada dia é um desafio, e as surpresas menos agradáveis em casa, como entupimentos, podem surgir a qualquer altura. Perante isso, temos duas opções: chamar um técnico especializado, o que pode implicar um gasto imprevisto, ou tentar resolver o problema. Ter um seguro, como o seguro de casa da Tranquilidade, é também uma solução, pois abrange as duas opções: pode chamar o técnico a casa, sem custos de deslocação — pois está incluído no seguro—, e ter o problema resolvido de imediato.

Mas por muito cético que seja, ou desastrado que se ache, acredite que existem muitas situações ou contratempos que podem ser resolvidos por qualquer um de nós, de forma simples e, espante-se, com sucesso. Falamos de, por exemplo, uma torneira que pinga, uma fuga de água no lava-loiça, um cano que precisa de ser remendado, uma tomada ou interruptor que devem ser mudados, um fusível que precisa de manutenção, um sifão que está entupido e tem de ser limpo. E para ter noção de que se tratam, de facto, de reparações simples, explicamos como fazer.

> Substituição de um interruptor

Seja devido a uma avaria, alterar por um outro mais eficiente ou simplesmente porque quer renovar, tenha em atenção as seguintes regras:

1. Corte a corrente elétrica no quadro geral;
2. Retire a tampa do interruptor;
3. Desaperte os parafusos que o prendem à parede;
4. Com cuidado, puxe os fios que estão ligados e, para os soltar, afrouxe os parafusos interiores, e retire-os;
5. Pegue no interruptor novo e desaperte ligeiramente os parafusos para conseguir colocar os fios;
6. Antes de colocar os fios, descarne-os sensivelmente entre 8 a 10 mm;
7. Depois de os colocar, aperte os parafusos para que a ponta do fio fique bem presa, sem forçar muito;
8. Encaixe o interruptor na parede, ajustando os fios;
9. Aparafuse à parede e coloque a tampa;
10. Ligue o quadro geral, e faça-se luz!

> Manutenção de torneira misturadora

Objetos essenciais ao dia a dia de qualquer casa, as torneiras, devido à elevada utilização, estão sujeitas a uma manutenção periódica para assegurar o seu bom funcionamento e evitar perdas de água surpreendentemente elevadas, que derivam de uma fuga gota a gota. Eis o que precisa de saber para que a sua torneira misturadora deixe de pingar.  Mas antes de deitar mãos à obra, certifique-se que tem consigo um alicate de pressão, uma chave de fendas e uma chave inglesa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

1. Feche a água na ligação do contador com a rede ou na torneira de segurança de ligação ao lavatório (caso exista) para evitar surpresas desagradáveis e um banho forçado;
2. Retirar o índice (azul, em caso de água fria; vermelho, se quente) do manípulo, com a ajuda da chave de fendas, fazendo o movimento de alavanca;
3. Também com a chave de fendas, retire o parafuso do índice;
4. Retire o manípulo com a ajuda de uma chave inglesa;
5. Desaperte e retire o “castelo” (peça à qual se aperta o manípulo da torneira);
6. Agora, substitua a junta por uma nova de tamanho e diâmetro idênticos;
7. Cubra a junta com massa de silicone antes de recolocá-la;
8. Por vezes, basta limpar a junta para resolver o problema, por isso, tente fazer a devida limpeza da peça. Já que está com a “mão na massa”, aproveite para avaliar o estado do vedante furado de borracha (situada na extremidade do “castelo”) e, se estiver em más condições, substitui-o, evitando previsíveis problemas futuros;
9. Volte a montar as peças, abra a circulação de água, e tarefa concluída.

> Mudar um candeeiro de teto

A razão para tal pode ser uma avaria, a vontade de dar um novo look à casa ou optar por um candeeiro mais adequado às necessidades em termos de luz. Mas, e independentemente da razão, vai ver que é uma tarefa muito simples e relativamente rápida. Dica de limpeza: antes de iniciar esta tarefa, cubra objetos e/ou mobília ao redor do local onde vai furar o teto, de modo a que o pó daí resultante seja mais fácil e rápido de limpar.

1. Desligue a corrente elétrica no quadro;
2. Comece por retirar o casquilho velho, se existir;
3. Corte o fio existente à medida da necessidade para facilitar a instalação e aplicação;
4. Com uma caneta ou lápis, assinalar os locais onde as buchas vão ser colocadas. Mas tenha o cuidado de fazer a marcação desfasada da aparente direção do tubo onde circula o fio elétrico. É que existem situações em que é possível o tubo “correr” paralelamente ao teto, podendo ter-se o azar de, ao fazer os furos, destruir-se a canalização elétrica;
5. Faça as furações com uma broca adequada e aplique as buchas. Nunca se esqueça de comprar as adequadas ao tipo de material do teto;
6. Fixe a chapa do candeeiro no teto;
7. Una os fios do teto aos do candeeiro de forma coincidir as cores;
8. Certifique-se que o fio do candeeiro tem o comprimento certo antes de o unir aos terminais;
9. Antes de colocar as lâmpadas, fixe o topo do candeeiro com a chapa que está no teto;
10. Ligue a corrente elétrica no e experimente se está tudo a funcionar.

> Vedar a junta da banheira

Por vezes, eliminar uma fuga de água na banheira está à distância de aplicar uma camada de silicone nas juntas. Saiba com o fazer.

1. Com a ajuda de uma faca ou x-ato, remova a camada antiga de silicone;
2. Limpe toda a zona onde estava o silicone com álcool;
3. Coloque o tubo de silicone na “pistola”;
4. Tenha o cuidado em cortar a ponta do tubo num ângulo de 45 graus e não fazer um furo muito grande. Assim permite uma melhor aplicação;
5. Se nunca trabalhou com uma pistola de silicone, antes de o aplicar na banheira experimente noutra superfície para se habituar ao gesto;
6. Aplique suavemente o silicone na área desejada, de forma uniforme e constante, sempre com a “pistola” num ângulo de 45 graus;
7. Certifique-se que não aplica silicone em demasia pois pode ser difícil remover o excedente;
8. De forma suave, passe um dedo (que deve estar molhado) no silicone para finalizar a selagem;
9. Deixe secar durante duas horas;
10. Teste a sua reparação e diga adeus à fuga de água.

Intervenção profissional

No entanto, há algumas situações em que é mesmo necessário chamar um profissional especializado. E é nessas situações que o seguro casa da Tranquilidade é o aliado perfeito, pois garante uma ajuda imprescindível e uma enorme variedade de soluções a nível de reparações domésticas.

A cobertura de assistência engloba o envio à sua residência de técnicos na área da canalização ou eletricidade, para pequenas reparações em que a mão de obra especializada é necessária, ficando o custo da sua deslocação a cargo da seguradora. Além disso, ao optar pelo seguro casa da Tranquilidade, garante a reparação de eletrodomésticos até duas vezes por ano — incluindo o pagamento de peças avariadas até 150 euros por intervenção — e assegura ainda outros serviços domésticos, como limpezas, lavandaria e engomadoria.

Para saber mais sobre as vantagens desta oferta da Tranquilidade que torna a sua vida mais simples, fale com o seu mediador ou visite o site.

Saiba mais em
https://observador.pt/seccao/observador-lab/poupe-quando-proteger/