A entrada do hemisfério norte no inverno é assinalada esta segunda-feira (21) em Portugal com um ciclo de cinema feito apenas de curtas-metragens, a condizer com o dia mais curto do ano.

O ciclo “O dia mais curto do ano” é uma iniciativa da Agência da Curta-Metragem e consiste numa proposta de várias sessões de cinema, compostas apenas por filmes curtos, portugueses e estrangeiros e nos mais diversos géneros, para celebrar este formato cinematográfico e assinalar o solstício de inverno.

A celebração começou no início de dezembro, com a organização a propor quatro programas temáticos de curtas-metragens, culminando esta segunda-feira (21), no dia em que assinala a chegada do inverno ao hemisfério norte.

A iniciativa estendeu-se a 19 concelhos e teve sessões em sala, programadas por auditórios e cineclubes, e também ‘online’, por causa da Covid-19.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Um dos programas deste ano é dedicado a Regina Pessoa, que se tornou “num dos nomes fundamentais do cinema de animação, internacional, com uma identidade artística muito vincada, uma grande coerência estética e um universo muito próprio”.

Esta é a oitava edição de um ciclo que replica em Portugal iniciativas semelhantes em dezenas de países.

Toda a programação de “O dia mais curto do ano” está em odiamaiscurto.curtas.pt.

De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa, o solstício de inverno ocorre esta segunda-feira (21), às 10h02. Entre o nascer e o pôr do sol, o dia contará hoje com nove horas, 27 minutos e quatro segundos, sendo, por isso, o mais curto do ano.