Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

John Lennon a ler uma notícia de jornal que dava conta de uma acusação a George Harrison. A banda a ensaiar numa sala, divertindo-se à brava. Paul McCartney e Lennon a meterem-se com Ringo Starr — e a dançarem, sozinhos e um com o outro. Lennon a saltitar, Ringo a brincar com as baquetas como um malabarista de circo. Estas são as descrições possíveis, que ainda assim não fazem jus ao que se vê: imagens inéditas de uma banda na palhaçada, nunca antes vistas.

As filmagens foram reveladas esta segunda-feira, como uma espécie de prenda natalícia para os fãs dos The Beatles que, por causa da pandemia da Covid-19, só poderão ver “The Beatles: Get Back” — o documentário que Peter Jackson (“O Senhor dos Anéis”) está a preparar sobre a  banda inglesa — no verão de 2021.

Nas contas oficiais de Paul McCartney e dos The Beatles nas redes sociais, por exemplo, foi partilhado o vídeo que começa com Peter Jackson sentado a dar novidades sobre o filme. Explicando que “Get Back” “deveria estar a ser finalizado agora” mas foi, como boa parte do mundo, “afetado pela pandemia da Covid-19”, Peter Jackson garante que está a trabalhar em “56 horas de filmagens nunca antes vistas dos The Beatles” e que “são ótimas”.

Neste momento, a produção do filme está mais “mais ou menos a meio”, mas Peter Jackson e restante comitiva envolvida no documentário acharam que “era uma boa altura para vos [nos] permitir espreitar” e ver o que está a ser preparado. Não se trata de um trailer — esse chegará apenas no próximo ano — mas sim de uma “montagem” das muitas horas de filmagens em que o realizador das adaptações da saga “O Senhor dos Anéis” está a trabalhar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Serve para perceberem o espírito do filme que estamos a fazer” e para “pôr um sorriso” no rosto de fãs nestes tempos “desoladores”, diz Peter Jackson.

O que se vê de seguida não é os Beatles na sua fase final, desavindos e incapazes de se suportar uns aos outros, com guerras de protagonismo e em desacordo quanto ao rumo a seguir. O que se vê de seguida é um conjunto de quatro rapazes bem dispostos na intimidade, em palhaçadas várias enquanto ensaiavam. Afinal, os The Beatles também foram isto. O melhor é ver por si: