A Câmara de Bragança atribuiu esta quarta-feira bolsas de estudos a 16 estudantes do ensino superior, de valor global superior a 12 mil euros, no âmbito de uma medida de que já beneficiaram 170 jovens em cinco anos letivos.

Os contratos celebrados esta quarta-feira com 16 estudantes correspondem, segundo a autarquia, à primeira de duas fases de atribuição deste apoio municipal para o atual ano letivo de 2020/2021. O apoio está em vigor pelo quinto ano consecutivo e, como salienta o município, “face à situação de crise que a pandemia causou, ganha ainda mais significado” este ano.

A medida “procura a promoção do desenvolvimento das igualdades de oportunidades, no sentido de minimizar as diferenças socioeconómicas, possibilitando a prossecução dos estudos ao nível superior pelos alunos mais carenciados”.

Ao todo foram apresentadas 50 candidaturas às bolsas de estudo para este ano letivo, das quais 22 foram integradas na primeira fase de atribuição e destas seis foram excluídas por motivos enquadrados no regulamento, nomeadamente (falta de aproveitamento escolar, rendimentos superiores ao Salário Mínimo Nacional e incumprimento do prazo de entrega das candidaturas.

O apoio aos 16 estudantes contemplados equivale a um investimento total de 12.150 euros. A medida foi criada no ano letivo de 2016/2017 e, desde então já contemplou 170 alunos do ensino superior com um apoio global superior a 105 mil euros, segundo ainda a autarquia.