O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) já recebeu 251 reclamações no Livro Amarelo este ano, metade daquelas registadas pelo mesmo meio em 2019, esclareceu esta quarta-feira aquele organismo em resposta a números divulgados pelo Portal da Queixa.

O SEF diz, em comunicado, que “o Portal da Queixa é uma rede social de consumidores” e precisou os números oficiais do Livro Amarelo, onde são registadas as reclamações no setor público.

“Este ano, até ao passado dia 18 de dezembro, foram registadas 251 reclamações no Livro Amarelo”, refere o comunicado, que acrescenta que no período homólogo de 2019 havia 502 reclamações.

O SEF revela ainda que até terça-feira tinham sido atendidos nos balcões 197.092 cidadãos e que até junho se registaram 250 elogios no Livro de Elogios, dirigidos a funcionários ou unidades orgânicas do serviço, “um número que tem vindo a crescer substancialmente”.

Na terça-feira, o Portal da Queixa anunciou que recebeu este ano 1.086 reclamações sobre o SEF, mais 26% do que em 2019.

Segundo a plataforma digital de comunicação dos consumidores, as dificuldades no agendamento (41% das queixas), atrasos na entrega de documentos (29,7%) e mau atendimento do serviço (7%) são os “principais motivos de reclamação reportados pelos cidadãos estrangeiros”.