O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, mostrou-se esta quinta-feira esperançado em “dias melhores” no próximo ano, após o combate à Covid-19 ter entrado numa “fase decisiva”, com diversas vacinas em fase avançada de testes.

“Vamos ultrapassar o longo período de provações. Temos motivos para acreditar em dias melhores em 2021. Em todo o mundo, o combate à Covid-19 entra numa fase decisiva, com diversas vacinas a serem desenvolvidas e em fase avançada de testes”, disse o chefe do Governo.

Na sua tradicional mensagem de Natal, Ulisses Correia e Silva reafirmou que o Governo já aprovou o seu Plano Nacional de Vacinação, que será universal, gratuita e facultativa. “Estamos a envidar esforços para iniciar a vacinação no primeiro trimestre do próximo ano”, reafirmou o primeiro-ministro, para quem isso constituiu “uma janela de esperança” que se abre para a retoma e o relançamento da economia e da vida social normal.

“A economia voltará a crescer e a criar empregos”, mostrou confiança o político, lembrando que, além da covid-19, o país tinha enfrentado três anos consecutivos de seca, pelo que considerou que os cabo-verdianos merecem que os próximos anos sejam diferentes e melhores para todos.

“Tenho confiança e acredito em Cabo Verde. Tenho a confiança que juntos iremos abrir um novo ciclo de vitórias, conquistas e prosperidade para todos”, prosseguiu o chefe do Executivo de Cabo Verde na mensagem.

Para o Ulisses Correia e Silva, o país já deu, por inúmeras vezes na sua história, demonstrações de força e de superação e com espírito de otimismo vai ter melhores tempos.