Dark Mode 198kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Boletim DGS. Norte ultrapassa os 200 mil casos desde o início da pandemia

Região Norte foi a que registou mais novos casos (1.697) e mortes (29) esta sexta-feira, dia de Natal. Segundo o boletim da DGS, quatro das vítimas mortais no país tinham menos de 60 anos.

i

Boletim da DGS dá conta de mais 4.146 casos de infeção com o vírus da Covid-19

ANDREJ CUKIC/EPA

Boletim da DGS dá conta de mais 4.146 casos de infeção com o vírus da Covid-19

ANDREJ CUKIC/EPA

A região Norte tem sido a mais afetada pela pandemia — é a que regista mais mortes e casos de infeção com o vírus da Covid-19 não só em termos acumulados, mas também em termos diários. Esta sexta-feira, dia de Natal, o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS), que faz o ponto de situação da pandemia em Portugal, revela que a região Norte ultrapassou os 200 mil casos de infeção com o novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram mais 1.697 (o que representa 40,9% do total de novos contágios), para um total de 201.417 desde o início da pandemia.

O Norte do país também foi a região do país que mais mortes diários registou. Dos 65 óbitos em termos nacionais, 29 foram nessa região (que chega assim às 3.030 mortes desde o início da pandemia).

Em Portugal, o boletim da DGS dá conta de mais 4.146 casos de infeção com o vírus da Covid-19 (no dia anterior tinham sido 4.378). Morreram 65 pessoas (uma descida face aos 70 de quinta-feira e face aos 75 de há uma semana). Desde o início da pandemia, já foram oficializados 391.782 casos positivos de infeção com o vírus que provoca a Covid-19 e 6.478 óbitos com a doença.

Quatro das vítimas mortais tinham menos de 60 anos

Olhando para as idades dos óbitos registados nas últimas 24 horas, mantém-se a tendência registada: a faixa etária mais afetada é a dos cidadãos com 80 ou mais anos — faleceram 26 homens e 19 mulheres neste grupo.

quatro dos óbitos oficializados foram em idades inferiores a 60 anos — três homens e uma mulher tinham entre 50 e 59 anos. Na faixa etária seguinte, dos 60 aos 69 anos, foi registada a morte de quatro homens e uma mulher. E na dos 70 aos 79 anos, faleceram sete homens e quatro mulheres.

Alentejo ultrapassa os 10 mil casos

O Alentejo também ultrapassou uma barreira — a dos 10 mil casos confirmados desde o início da pandemia. Foram mais 201 de quinta-feira para sexta-feira, somando agora 10.128 infeções.

Mas, como vimos, a região com mais novos casos foi o Norte (mais 1.697 casos e 29 mortes), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (1.463 casos e 23 mortes) , Centro (mais 620 casos e 10 mortes), Alentejo (mais 201 casos e 3 mortes). À semelhança do Algarve (mais 125 casos), a Região Autónoma dos Açores (mais 29 casos) e a Região Autónoma da Madeira (mais 11 casos) não registaram qualquer morte nas últimas 24 horas.

Número de internamentos volta a descer

Nas últimas 24 horas, o número de doentes internados desceu, tal como tinha acontecido no dia anterior. Se na quinta-feira, tinham sido menos 137 os doentes internados, desta vez, são menos 99, para um total de 2.754. Em cuidados intensivos estão agora 504 doentes, menos um do que no dia anterior.

Nas últimas 24 horas, recuperaram mais 2.593 pessoas. Portugal tem agora 315.126 recuperados da infeção com o novo coronavírus. Estão em vigilância pelas autoridades de saúde 90.093 pessoas (mais 1.115 do que na quinta-feira).

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.