O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) vai iniciar a vacinação contra a covid-19 na terça-feira, disse este domingo à agência Lusa a presidente do conselho de administração do centro, que engloba os hospitais de Faro, Portimão e Lagos.

“Vamos começar a vacinar no dia 29, terça-feira”, afirmou Ana Castro, esclarecendo que o CHUA tem previsto vacinar “profissionais e doentes que cumpram os critérios” definidos no plano de vacinação até dia 31 de janeiro.

Questionada sobre quando vão chegar as vacinas ao centro hospitalar e quando tempo é necessário depois para operacionalizar a administração da vacina produzida pela Pfizer e da BioNTech, a mesma fonte respondeu que ainda não tem a certeza da data de chegada, mas assegurou que “mal cheguem [as vacinas], começa-se logo a vacinar”.

“A partir do momento que chegarem, começamos de imediato, porque temos uma equipa pronta e montada, que vai estar dedicada só a isso. Portanto, mal cheguem as vacinas, começamos a vacinar, temos a listagem das pessoas e é começar a chamá-las, o que será fácil e imediato, porque temos a listagem das pessoas, está tudo preparado, sabemos onde as pessoas estão e a que serviços pertencem, portanto é começar”, disse.

Ana Castro reconheceu que ainda não tem informação sobre quando será feita efetivamente a entrega da vacina, mas garantiu que o processo começará impreterivelmente no dia 29.

“Ainda não sabemos se o transporte é feito no dia anterior ou só no dia 29 de manhã, mas assim que chegarem começamos logo a vacinar”, garantiu a presidente do conselho de administração do CHUA, reiterando que já estão preparadas as listagens das pessoas a vacinar, assim como a equipa que vai proceder à vacinação das pessoas.

Ana Castro reconheceu que ainda não é conhecido o número de vacinas que vão chegar, mas garantiu também que o CHUA vai dispor de um número de vacinas suficientes para dar resposta às pessoas identificadas na listagem de prioridades para a vacinação.

“Ainda não temos o número confirmado, mas serão suficientes para as pessoas que neste momento precisamos de vacinar. E vamos vacinar toda a gente até dia 31”, disse, precisando que está abrangida nesta fase “toda a gente que tenha critérios para ser vacinados” no centro hospitalar.

A presidente do conselho de administração do centro hospitalar algarvio disse apenas ter a informação sobre as vacinas que vão ser administradas no CHUA, porque a parte das residências de idosos e dos centros de saúde será depois “a Administração Regional de Saúde [do Algarve] a receber as vacinas que não serão administradas em contexto hospitalar”.

“Nós vamos vacinar profissionais e doentes que estejam internados com os critérios para serem vacinados. Depois, provavelmente alguns que tiverem alta, tomarão a segunda dose já no centro de saúde. Isto requer uma articulação importante e, por isso, é que se criou uma estrutura para que não se percam as pessoas”, afirmou ainda Ana Cunha.

A presidente do conselho de administração do CHUA considerou que na terça-feira vai ser um dia esperado e aguardado pelas equipas de profissionais do centro hospitalar algarvio.

“[É um dia muito esperado] Claro, para podermos ver se conseguimos manter os bons resultados que temos conseguido, neste momento o CHUA tem estado com resultados quer de mortalidade quer de morbilidade, que estão bem melhores do que aquilo que vemos a nível nacional, queremos manter estes resultados e que as equipas estejam prontas para responder aquilo que seja necessário”, referiu, acrescentando que, com “as equipas preparadas e protegidas, também se garante que os profissionais estão todos operacionais para trabalhar e para responder à população”.

O anúncio do início da vacinação no CHUA surge no mesmo dia em que começou a ser feita em Portugal, com a administração a profissionais de saúde dos principais hospitais de Lisboa, Porto e Coimbra.

Em Portugal, morreram 6.556 pessoas dos 392.996 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.