A nova marca de eléctricos da Hyundai, a Ioniq, vai revelar o seu primeiro modelo em Fevereiro de 2021 mas, por lapso, tornou público as principais características do modelo. O erro aconteceu quando a marca sul-coreana colocou no ar o configurador do modelo, a partir do site oficial da marca, permitindo que muitos clientes tomassem conhecimento de características como potência, rapidez de aceleração, autonomia e rapidez de recarga.

O Ioniq 5 é um SUV com filosofia de coupé (por isso denominado CUV), graças ao pilar traseiro mais inclinado, o que pode limitar o espaço em altura atrás e na mala, mas que lhe confere um ar mais dinâmico e mais desportivo. A base para o novo 5 é o Concept EV 45, um protótipo que o construtor apresentou no Salão de Frankfurt de 2019, cujas linhas atraentes parecem mais as de uma berlina musculada mais alta do que um SUV convencional.

Através do configurador da Ioniq, entretanto retirado, foi possível saber que o 5 estará equipado com dois motores com um total de 313 cv, que lhe proporcionam tracção às quatro rodas. Com esta potência, o CUV com 4,46 m será capaz de ir de 0-100 km/h em 5,2 segundos, anunciando uma autonomia à volta de 450 km.

Mas um dos principais trunfos do Ioniq 5 será o seu sistema eléctrico a 800 volts que, à semelhança dos restantes no mercado, tem origem nos croatas da Rimac (os mesmos que produzem o o superdesportivo eléctrico C_Two), em que o grupo Hyundai Kia investiu. Como resultado, o modelo pode aceitar potências de carregamento superiores, elevando a carga da bateria de 20% a 80% em apenas 15 minutos. Só falta conhecer a capacidade da bateria para perceber a eficiência de todo o sistema.