O treinador César Peixoto recusou esta segunda-feira que os futebolistas do Moreirense acusem instabilidade emocional pela ausência de triunfos nas últimas cinco jornadas da I Liga, na véspera da receção ao Santa Clara.

Temos duas passagens na Taça de Portugal e dois empates no campeonato. Claro que uma vitória ajuda imenso, mas não sinto instabilidade em parte nenhuma. Vejo uma equipa a crescer em jogo e confiança e cada vez mais identificada com o que pretendo. Acredito que vamos estar fortes e vencer”.

Os minhotos vão encerrar o ano civil frente aos açorianos, num encontro da 11.ª jornada em que procuram a primeira vitória para o campeonato sob alçada de César Peixoto, tentando “cimentar o trabalho feito” e premiar a “evolução bastante grande da equipa”.

É um Moreirense que começa a ser mais à minha imagem. Isto é uma maratona e temos de pensar jogo a jogo. Se vencermos, podemos dar um salto na tabela, mas temos de estar focados no nosso trabalho. Uma vitória em casa seria importante para dar mais conforto à equipa e aos jogadores, até porque com confiança tudo sai melhor”.

Diante de um Santa Clara “matreiro, experiente e organizado”, o Moreirense espera “ir buscar os três pontos que não conseguiu” em Tondela (0-0), tendo em vista uma postura “ativa e dominante, a chegar mais na frente e a criar muitas situações”.

A zona de decisão e de finalização é aquela que custa mais trabalhar e o talento individual também tem de vir à tona. Sinto cada vez mais a equipa melhor. Acredito que, com a confiança, o acumular dos minutos e a vitória, tudo se pode transformar. A qualidade existe. É uma questão de a bola entrar e ela entrará de certeza”.

Aportando a quinta melhor defesa (10 golos sofridos) e o terceiro pior ataque da prova (sete marcados), César Peixoto mostra-se “contente pelo trabalho de todos” e fala numa caminhada “a passos largos” para ter uma “equipa estável” numa I Liga “complicada”.

Acredito em cada jogador e já quase todos jogaram comigo. Na frente, falta-nos uma ou outra opção a partir do banco para mexer com o jogo mais ofensivamente, mas estamos cá para solucionar isso com dinâmicas coletivas. Não foi por aí que não fomos melhores em Tondela, mas, obviamente, um treinador quer sempre mais opções”.

O defesa Steven Vitória e o avançado Lucas Rodrigues estão aptos para serem convocados, após terem abandonado na última semana o lote de lesionados, que inclui Afonso Figueiredo, Matheus Silva, Pedro Amador, Sori Mané, Pedro Nuno e André Luís.

O Moreirense, 13.º colocado, com 10 pontos, recebe o Santa Clara, sétimo, com 13, na terça-feira, às 18h45, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, num jogo da 11.ª jornada da I Liga, com arbitragem de Iancu Vasilica, da associação de Vila Real.