Esta terça-feira, a Comissão de Saúde da China anunciou ter identificado 27 casos de Covid-19 no dia 28 de dezembro, entre os quais 12 oriundos do exterior e 15 por contágio local na província de Liaoning e em Pequim.

A província de Liaoning, que detetou um surto em 15 de dezembro, na cidade portuária de Dalian, somou mais oito casos locais na segunda-feira: dois em Dalian e seis na capital de província, Shenyang. No total, a província soma 48 casos confirmados. Pequim, que entre sexta-feira e sábado somou sete casos por contágio local, diagnosticou mais sete nas últimas 24 horas.

Já os 12 casos importados foram diagnosticados em Xangai (leste), Sichuan (sudoeste), Tianjin (norte), Mongólia Interior (norte), Fujian (leste), Henan (centro) e Cantão (sudeste).

As autoridades chinesas disseram que, na segunda-feira, 18 pacientes receberam alta, pelo que o número de pessoas infetadas ativas no país se fixou em 348, incluindo cinco doentes em estado grave.

A Comissão de Saúde da China não anunciou novas mortes devido à Covid-19, pelo que o número permaneceu em 4.634, o mesmo desde maio passado. O país somou, no total, 87.003 infetados desde o início da pandemia.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.765.049 mortos resultantes de mais de 80,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado em novembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.