Projetar estreias para um ano que começa representa sempre alguma incógnita. Nesta transição para 2021, esse trabalho é ainda mais difícil, quando a incerteza sobre novas produções se mantém. Ainda assim, tanto o que está garantido como as promessas bem encaminhadas merecem destaque.

Das quinze sugestões abaixo há algumas que vão mesmo estrear, como o tão esperado arranque da Fase 4 do Universo Cinematográfico da Marvel com “WandaVision”. Mas outras são uma incógnita, como “Cowboy Bebop” ou “Y: The Last Man” (este já apareceu nestas listas noutros anos). Também será um ano de algumas mudanças nos serviços de streaming, com a chegada do HBO Max (que vai substituir o atual serviço da HBO Portugal) no primeiro semestre e a expansão de conteúdos do Disney+ com o catálogo da Star.

“Cowboy Bebop”

Netflix

Tudo indica que a estreia aconteça em 2021, mas ainda não está confirmado: a muita esperada adaptação em live-action da fabulosa série de anime dos 1990s (também disponível na Netflix) deve chegar nos próximos meses. É de contar com uma space-opera como há muito não se vê na televisão, com um planeta distópico como cenário e o inevitável fim da humanidade como possibilidade concreta. Oxalá não estejamos enganados.

Dexter

Showtime

Não é uma nova série, mas uma vez que há mais de sete anos que não há qualquer acontecimento no universo “Dexter”, este regresso merece toda a nossa atenção. O polícia-justiceiro com requintes de medicina legal está de volta – lá para o final de 2021 – com uma derradeira temporada. Ainda pouco se sabe sobre o que poderemos ver nestes novos dez episódios, mas será interessante redescobrir esta personagem num novo contexto televisivo. Em princípio, vamos poder ver tudo na HBO Portugal/Max.

“Foundation”

Apple TV+

A competição entre gigantes do streaming tem destas coisas: cada um tenta agarrar um universo literário imenso para trazer seguidores. A Apple está a adaptar um dos pilares da ficção científica do século XX, “Fundação”, de Isaac Asimov. Se estrear realmente em 2021, será um dos grandes acontecimentos de ficção científica na televisão.

“Gossip Girl”

HBO Portugal/Max

A versão original de “Gossip Girl” surgiu num momento perfeito, de explosão de gente com telemóvel na mão e redes sociais. Este reboot da criação de Josh Schwartz – que também estará envolvido nesta versão – acompanhará uma nova elite de jovens que vivem em Nova Iorque. Provavelmente já não escreverão em blogs e acontecerá tudo no momento. Será interessante ver como se adapta a 2021.

“Headspace Guide to Meditation”

Netflix

Estreia-se a 1 de janeiro  esta série de oito episódios sobre meditação. Cada episódio – de 20 minutos – ensinará diferentes técnicas e formas de atingir todo o potencial de uma atividade que ganhou maior importância em 2020. Boa forma de começar o ano e de colocar imediatamente algumas resoluções em prática.

“Mare of Easttown”

HBO Portugal/Max

Continuando a boa tradição de pegar em atrizes de renome para construir grandes séries à sua volta, a HBO tem como uma das grandes apostas esta minissérie com Kate Winslet no principal papel. Será uma série de investigação policial, realizada por Craig Zobel. Winslet é uma detetive que procura resolver um homicídio misterioso, ao mesmo tempo que a sua vida pessoal se transforma por completo.

“Nine Perfect Strangers”

Hulu

Nicole Kidman tem estado bem na televisão, tanto em “Big Little Lies” como em “The Undoing”. Esta minissérie é mais uma adaptação de um romance de Liane Moriarty (“Big Little Lies”) pelas mãos de David E. Kelley (também responsável por, adivinhou, “Big Little Lies”). Kidman, desta vez, é a dona de um retiro que irá receber um grupo de pessoas – nove, claro – e nada acontecerá como seria de esperar. Um pouco como “Big Little Lies”, claro. Deverá estrear por cá na HBO Portugal/Max.

“The Boondocks”

HBO Portugal/Max

A maravilhosa série de Aaron MacGruder, “The Boondocks” – que antes de chegar à televisão existia no corpo de uma magnífica tira de banda-desenhada –, irá ter um renascer em 2021. Se nunca viu a série de animação original de 2005 – tem quatro temporadas –, não perca tempo e vá já ver todos os episódios.

“The Falcon and The Winter Soldier”

Disney+

A pandemia colocou um travão no desenvolvimento do Universo Cinematográfico da Marvel em 2020, mas ele seguirá o seu caminho. Se nada de dramático acontecer no início do ano, tudo voltará ao normal com a estreia de “Black Widow” – um ano depois do programado, em maio de 2021 –, o primeiro filme da Fase 4 do UCM. Desta fase farão também parte um grande número de séries que chegarão ao Disney+. Os seis episódios que juntam duas das personagens mais queridas do universo de “Capitão América” serão estreados na plataforma de streaming a 19 de março.

“The Lord Of The Rings”

Amazon Prime Video

Já se fala disto há algum tempo e parece que será algures em 2021 – lá para o final – que a Amazon irá mostrar ao mundo o seu projeto megalómano em volta do universo de J.R.R. Tolkien. Ainda não se sabe muito sobre a série – já foi revelado, contudo, que foi encomendada uma segunda temporada –, mas a base anda em volta de histórias que acontecem antes dos eventos da trilogia de Peter Jackson. Mais uma tentativa de replicar o sucesso de “Game Of Thrones”?

“The Nevers”

HBO Portugal/Max

Joss Whedon tem andado um pouco longe dos holofotes nos últimos anos, por isso há grande expectativa sobre o seu primeiro projeto para televisão. “The Nevers” passa-se na época Vitoriana e a história anda em volta de mulheres com superpoderes que lutam contra o crime. Será uma lufada de ar fresco nas criações steampunk? Ainda temos de esperar alguns meses para o comprovar.

“The Watch”

BBC

Embora ainda não tenha data de estreia em Portugal, esta produção da BBC America deverá chegar a uma plataforma de streaming nos próximos meses. Se sente falta de algo refrescante nas séries da família “CSI” com um twist, isto pode ser para si: “The Watch” é um policial fantástico inspirado no universo “Discworld” de Terry Pratchett.

“Underground Railroad”

Amazon Prime Video

O realizador de “Moonlight”, Barry Jenkins, está encarregue de levar ao pequeno ecrã a adaptação do romance de Colson Whitehead, vencedor de um prémio Pulitzer. A história segue uma jovem escrava que foge da plantação onde trabalha – no sul dos Estados Unidos – e descobre a construção de uns secretos e subterrâneos caminhos de ferro. A versão para televisão vai acontecer em formato de minissérie.

“WandaVision”

Disney+

Scarlet Witch e Vision vivem o sonho suburbano depois do que aconteceu no último filme de “Os Vingadores”. É assim que arranca a primeira minissérie da Fase 4 do Universo Cinematográfico da Marvel, provavelmente a maior estreia do início do ano, logo a 15 de janeiro no Disney+. A série mistura elementos clássicos de sitcom com o imaginário de super heróis. Há muita curiosidade para ver como se desenvolve a vida de um casal de super heróis como se fossem pessoas normais.

“Y: The Last Man”

FX

Está a tornar-se uma espécie de “Chinese Democracy” dos Guns N’ Roses, tendo em conta a quantidade de vezes que este projeto tem vindo ser adiado. A pandemia – foi a desculpa neste ano — atrasou a estreia do drama pós-apocalíptico criado em banda-desenhada por Brian K. Vaughan, no qual um homem é o único sobrevivente num mundo só com mulheres. Ben Schnetzer será o protagonista de uma das melhores histórias pós-apocalípticas desta década. É de esperar que chegue finalmente em 2021 e se tudo se mantiver igual – nas questões de direitos – deve chegar a Portugal pela HBO Portugal/Max.