A transferência já tinha sido confirmada em outubro, há três meses, mas o jogador ainda não tinha feito a viagem de Itália para Inglaterra. Agora, em pleno mercado de inverno, o Manchester United anunciou a contratação oficial de Amad Diallo, ala de 18 anos da Atalanta que custou 40 milhões de euros aos cofres dos red devils.

A notícia foi divulgada pelo próprio Manchester United, que adiantou que o jogador assinou até junho de 2025 com a possibilidade de uma época adicional. Em outubro, no último dia do mercado de transferências de verão, o clube inglês garantiu que o acordo com a Atalanta já existia mas que ainda era necessária a realização de testes médicos, a obtenção de um visto de trabalho e os últimos detalhes a nível pessoal, entre Diallo e o Manchester United. Agora, o clube de Bruno Fernandes anunciou que todos os passos deste processo foram alcançados e que já foi feito um pedido de visto — assim que este existir, o jovem jogador terá autorização para viajar para Inglaterra e treinar com o conjunto de Solskjaer.

“Diallo jogou duas vezes pela equipa principal da Atalanta esta temporada, ambas como substituto utilizado em jogos em casa. Jogou os últimos dez minutos contra o Hellas Verona, na Serie A, a 28 de novembro, e defrontou o Midtyjlland uns dias depois na Liga dos Campeões, entrando ao minuto 68. O jogador de 18 anos, que jogou regularmente nas camadas jovens da Atalanta, tem um total de cinco aparições pelo clube italiano e marcou um golo, na estreia contra a Udinese em outubro de 2019″, referiu o Manchester United no comunicado. Segundo a Sky Sports, o clube inglês conseguiu que Amad Diallo reforçasse a equipa desde já, recusando as duas alternativas que a Atalanta tinha apresentado — ou que o acordo e a transferência só fossem efetivados no final da temporada ou que o jogador fosse emprestado de volta ao clube de origem até ao fim da presente época.

Diallo, de 18 anos, nasceu na Costa do Marfim mas mudou-se para Itália aos 10 anos, em conjunto com o irmão, Hamed, que joga atualmente no Sassuolo sob empréstimo do Empoli. O costa-marfinense começou a jogar no Boca Barco, um clube amador, e chamou a atenção dos grandes clubes italianos depois de ser o melhor marcador de um torneio de Natal. Aos 13 anos e depois de ter tido testes na Juventus, no AC Milan e no Inter Milão, optou por assinar pela Atalanta.

No clube de Bérgamo, depressa foi colocado num grupo acima da sua própria idade. Aos 16 anos, já treinava com a equipa principal e Papu Gómez, capitão da Atalanta, comparou-o na altura a Lionel Messi, garantindo que muitos defesas não conseguiam pará-lo sem ser com “pontapés”. Agora, aos 18 anos e prestes a rumar à Premier League, Amad Diallo garante que está a viver “um sonho tornado realidade”. “Sou muito ambicioso e há tanto que quero alcançar neste jogo. Quando falei com o treinador, soube que tinha chegado ao clube perfeito. É uma equipa realmente entusiasmante com muitos jogadores ótimos e posso prometer que vou trabalhar muito e todos os dias para aprender com eles e dar tudo para desenvolver o meu jogo. Os treinadores têm sido fantásticos desde que assinei, temos falado regularmente e já me derem muitos conselhos ótimos. Tive tempo para me preparar para esta mudança, tanto fisicamente como mentalmente, e trabalhei muito para estar preparado para dar o salto para este clube fantástico”, disse o jovem costa-marfinense aos meios do Manchester United.

Na mesma linha de pensamento, Solskjaer revelou que o clube já seguia a evolução de Amad Diallo “há alguns anos”. “Na minha opinião, acredito que é um dos jogadores jovens mais entusiasmantes da atualidade. O Manchester United tem orgulho em ter uma história de desenvolvimento de jovens jogadores e está tudo em ordem para garantir que o Amad vai atingir o seu potencial aqui. Vai demorar tempo a adaptar-se mas a sua velocidade, visão e fantástica capacidade de drible vão ajudá-lo a fazer a transição. É um jogador com todos os atributos crus que são necessários para ser um jogador importante no Manchester United nos próximos anos”, afirmou o técnico norueguês.