O indicador de sentimento económico recuperou acentuadamente na zona euro e União Europeia (UE) em dezembro depois da queda registada em novembro, tendo também subido as expectativas de emprego, divulgou esta quinta-feira a Comissão Europeia.

O indicador do sentimento económico aumentou em dezembro 2,7 pontos na zona euro e 2,8 pontos na União Europeia (UE), praticamente recuperando o recuo de novembro em ambas as zonas: 3,5 pontos e em 3,6 pontos, respetivamente. Segundo dados da Direção-geral dos Assuntos Económicos e Financeiros da Comissão Europeia, na zona euro, o sentimento económico fixou-se nos 90,4 pontos e na UE atingiu os 89,5 pontos.

Por seu lado, o indicador das expectativas de emprego avançou 1,4 pontos para os 88,3 nos países do euro e 2,1 pontos para os 89,5 no conjunto dos 27 Estados-membros. Na zona euro, a recuperação do sentimento económico foi liderada pelo avanço marcado da confiança na indústria e entre os consumidores, bem como, em menor grau, no setor da construção. Por outro lado, recuou a confiança nos setores dos serviços e do comércio de retalho.

Considerando as cinco maiores economias do euro, o sentimento económico aumentou em Itália (6,8 pontos), Espanha (3,3), Holanda (2,5) e França (2,1), tendo-se mantido praticamente estável na Alemanha (0,1 pontos).