Portugal está na calha para receber mais uma vez um Grande Prémio de Fórmula 1 no Mundial de 2021, de novo no Autódromo Internacional do Algarve. A decisão ainda não está oficializada mas, segundo a imprensa especializada, parece certo que haverá uma organização nacional em abril, na altura prevista para a China.

Algarve pode voltar a receber Fórmula 1 já em maio: GP da Austrália praticamente adiado, etapa chinesa em risco de ser cancelada

De acordo com o Autosport, a organização do Grande Prémio da China, que em 2020 foi o primeiro de 12 que acabaram por ser cancelados devido à pandemia, pediu aos responsáveis máximos da Fórmula 1 para adiarem a prova para o segundo semestre do ano, esperando agora uma resposta sobre essa intenção.

“Temos estado em contacto [com a Fórmula 1] por videoconferência quase todas as semanas. Apesar de haver um calendário feito como é habitual, penso que é altamente incerto que a corrida possa ter lugar na primeira metade do ano, em abril. Estamos a tentar tocar para a segunda parte do ano e já submetemos de maneira formal o pedido para que possa passar para o segundo semestre”, explicou Yibin Yang, da promotora Juss Event.

Calendário de Fórmula 1 terá novo máximo de 23 corridas em 2021

Desta forma, a Fórmula 1 fica com dois “buracos” por preencher em abril, já depois da saída de cena do Grande Prémio do Vietname, que iria fazer a estreia em 2020 e que também não fará em 2021 no seguimento da detenção por corrupção do antigo presidente da Câmara de Hanói. Desta forma, Portugal iria ocupar a vaga de 11 de abril que pertencia à China e Itália (Ímola) ficaria com a data de 25 de abril que pertencia ao Vietname. Ou seja, em vez de a parte da época na Europa começar em maio com o Grande Prémio de Espanha passa para abril.

De acrescentar que, face ao calendário de 23 corridas apresentado em novembro para 2021, também o Grande Prémio da Austrália, marcado para 21 de março como a primeira prova do ano, não irá realizar-se, colocando assim o Bahrein como ponto de partida da temporada e, confirmando-se as informações colocadas este sábado a circular, Portugal como segundo Grande Prémio e primeiro na parte europeia do calendário da Fórmula 1.