Um surto de covid-19 no lar do Centro Paroquial de Águas Boas, em Sátão, distrito de Viseu, infetou os 22 utentes da instituição e 17 dos 18 funcionários, afirmou este sábado à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal. O surto ocorreu no início da semana, sendo que os testes foram realizados até quinta-feira, registando-se a infeção de todos os utentes do lar, situado no concelho de Sátão, disse o presidente do município, Paulo Santos.

Dezassete dos 18 funcionários, incluindo o diretor técnico da instituição, foram também infetados, acrescentou.

“A maioria dos utentes estão assintomáticos, mas são pessoas idosas, algumas com debilidades no que toca à saúde, o que inspira muitos cuidados”, frisou. Segundo o autarca, dois dos utentes foram ao hospital na sexta-feira, não tendo ainda informação se foram internados ou se regressaram ao lar.

Face ao elevado número de funcionários infetados, a Segurança Social “já disponibilizou uma equipa de intervenção rápida, apenas com três auxiliares e um diretor técnico”, referiu Paulo Santos, salientando que a equipa é reduzida para as necessidades do Centro Paroquial de Águas Boas.

No entanto, a instituição está também a recorrer a “um banco de voluntariado para ajudar quer na área da saúde, nas refeições e no restante trabalho naquele lar”, sublinhou, realçando que a autarquia também disponibilizou uma funcionária para realizar apoio domiciliário que a instituição normalmente fornece a 28 pessoas nas aldeias da zona. De acordo com Paulo Santos, este é o primeiro surto num lar do concelho de Sátão.