Depois de a Land Rover ter decidido terminar com a produção do Evoque Convertible, o segmento dos SUV que misturam o aspecto durão e versátil dos veículos todo-o-terreno, com a elegância e o espírito lifestyle dos descapotáveis, ficou confiado de forma exclusiva ao Volkswagen T-Roc Cabriolet. E se bem que este segmento não seja dos maiores do mercado, a realidade é que é demasiado “sumarento” para não ser disputado. Daí que a Fiat tenha decidido avançar com um concorrente.

De acordo com a Auto News, Pietro Gorlier, director de Operações da FCA na Europa, Médio Oriente e África, anunciou que o construtor transalpino já aprovou a passagem à produção do 500X Convertible. Às características tradicionais do pequeno SUV italiano, a Fiat juntou uma capota de lona de accionamento eléctrico, com um vidro traseiro integrado no tejadilho e igualmente dobrável, para expor todo o habitáculo.

Segundo o responsável italiano, a Fiat não aposta apenas na estética, mas também no preço, prometendo propor o seu 500X Convertible por valores muito competitivos, especialmente face ao seu único rival. Em Itália, o T-Roc Cabriolet é proposto por cerca de 30 mil euros, com o 500X Convertible a apontar para 21 mil euros, uma diferença importante que não deixará de ter impacto.

O novo 500X Convertible será produzido em Melfi, de onde sai igualmente o 500X com carroçaria fechada (além dos Jeep Renegade e Compass). Esta decisão será determinante para reduzir os custos de produção do SUV “aberto” da Fiat, por comparação com a opção da VW, que produz o T-Roc Cabriolet numa fábrica distinta das restantes versões.