O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta sexta-feira Vasco Cordeiro, ex-presidente do Governo Regional dos Açores, com a grã-cruz da Ordem Militar de Cristo, numa cerimónia restrita no Palácio de Belém, em Lisboa.

De acordo com uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, nesta cerimónia, que não foi previamente divulgada, esteve presente o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues.

A Ordem Militar de Cristo destina-se a distinguir destacados serviços prestados ao país no exercício das funções de soberania.

A mesma condecoração esta sexta-feira recebida por Vasco Cordeiro foi atribuída aos anteriores presidentes do Governo Regional dos Açores João Bosco Mota Amaral, em 1995, e Carlos César, em 2013, depois de deixarem esse cargo, pelo chefe de Estado na altura em funções, respetivamente, Mário Soares e Aníbal Cavaco Silva.

Vasco Cordeiro sucedeu a Carlos César na liderança do PS/Açores e manteve os socialistas na chefia do Governo Regional, entre 2012 e 2020, conseguindo em duas eleições maioria absoluta no parlamento açoriano.

Contudo, nas regionais de 25 de outubro de 2020, o PS perdeu a maioria absoluta que detinha há 20 anos, apesar de continuar o partido mais votado, elegendo 25 deputados em 57, e acabou por ver formar-se uma maioria alternativa à direita.

PSD, CDS-PP e PPM, que juntos elegeram 26 deputados, fizeram uma coligação de Governo, que tomou posse em novembro, chefiado pelo social-democrata José Manuel Bolieiro, com acordos de incidência parlamentar com Chega e Iniciativa Liberal (IL).