A Polícia Judiciária está a investigar o aparecimento do corpo de uma mulher de cidadania brasileira de 31 anos na praia de Matosinhos, no distrito do Porto, indicou esta terça-feira à Lusa o capitão do Porto de Leixões.

Fomos alertados de tarde [na segunda-feira] para o aparecimento de um corpo — um surfista viu um corpo a boiar — e coube aos elementos da estação de Salva Vidas de Leixões retirá-lo e entregá-lo à PJ [Polícia Judiciária], que está a investigar”, descreveu Rui Santos Amaral.

A ocorrência foi registada cerca das 16h30 na praia do Titan, em Matosinhos.

De acordo com a mesma fonte, “de imediato foi estabelecida a relação com a situação de uma cidadã brasileira que se encontra desaparecida desde o início do ano”.

Corresponde na idade [31 anos] e na nacionalidade [brasileira] a um caso que a PJ está a investigar”, acrescentou o capitão do Porto de Leixões.

A agência Lusa contactou a PJ, que confirmou estar a investigar.

“Informa-se que por razões óbvias de interesse processual, não se podem prestar esclarecimentos sobre investigações policiais em curso”, disse fonte da PJ à Lusa.

O Jornal de Notícias noticiou na quarta-feira que estavam em curso buscas na praia de Matosinhos depois de terem sido encontrados os objetos pessoais de Angelita, de 31 anos, brasileira, transexual, que havia desaparecido após ter ficado incontactável na madrugada de 2 de janeiro.