Depois de ter lançado em setembro uma nova versão de um smartphone com ecrã desdobrável, a empresa sul-coreana apresentou esta quinta-feira a linha Galaxy S21. São três modelos diferentes, com designs que complementam as necessidades pessoais, inovações de câmara a um nível profissional para qualquer tipo de utilizador e um processador mais avançado. Além disso, a tecnológica tem outras novidades, como uns auriculares com cancelamento de ruído inteligente.

O Galaxy S21, o modelo mais barato (a partir de 879,90 euros) apresentado, de acordo com a Samsung, foi desenhado para aqueles que querem um design leve, com um ecrã Dynamic AMOLED 2X mais compacto de 6,2 polegadas, que tem uma taxa de atualização adaptável de 120Hz. A ideia é que o scrolling e a visualização sejam mais suaves.

Além disso, este ecrã ajusta automaticamente a taxa de atualização com base no conteúdo que está a visualizar. O novo Eye Comfort Shield também ajusta automaticamente a luz azul com base na hora do dia e o conteúdo a que está a assistir, para ajudar a reduzir a fadiga ocular, diz a empresa.

Galaxy S21 © Divulgação

Já o Galaxy S21+, disponível a partir de 1.079,90 euros, apresenta o mesmo tipo de ecrã, mas com uma resolução de 6,7 polegadas e uma bateria maior, mais indicado para quem gosta de jogar no telemóvel ou fazer maratonas nos serviços de streaming, esclarece a empresa em comunicado.

Estes dois modelos estão equipados com uma câmara frontal e uma câmara traseira de nível profissional de lente tripla alimentada por IA, com o agora melhorado 8K Snap que permite registar filmagens e imagens nítidas em 8K. Além disso, vai poder capturar vídeos com as câmaras frontal e traseiras em simultâneo com o Vlogger View.

No Modo Retrato, o sistema de câmaras aproveita uma análise 3D melhorada que separa com mais precisão, diz a empresa, o objeto da fotografia, do fundo. Esta funcionalidade traz também opções para iluminação de estúdio e efeitos de fundo de IA. O novo Zoom Lock minimiza as mãos trémulas e captura imagens mais nítidas com um zoom de 30x, aproveitando a IA para manter o ponto focal no centro da imagem.

A empresa sul-coreana diz ainda que estes dois modelos garantem uma maior velocidade, eficiência de energia e recursos avançados de computação, que dão suporte à conectividade 5G e IA.

Galaxy S21+ © Divulgação

O Galaxy S21 Ultra é o maior elemento da linha, com um ecrã Dynamic AMOLED 2X de 6,8 polegadas e vai estar disponível a partir de 1.279,90 euros. É o mais inteligente da Samsung até o momento, pois, pela primeira vez, os utilizadores não terão de optar entre uma taxa de atualização de 120Hz ou um ecrã Quad HD+ porque no S21 Ultra, podem ter acesso a ambos. A taxa de atualização do ecrã ajusta-se ao conteúdo que se está a visualizar entre os 10Hz e os 120Hz. A empresa diz que assim garante uma melhor imagem e economiza a energia necessária para aumentar a vida útil da bateria.

O modelo mais caro da linha oferece também uma imagem mais brilhante com 1.500nits de brilho máximo, o mais brilhante que se pode encontrar num smartphone Galaxy. Com uma melhoria de 50% ao nível de contraste oferece imagens nítidas e envolventes, mesmo em ambientes exteriores. E tal como o Galaxy S21 e S21+, o S21 Ultra também inclui o Eye Comfort Shield.

A grande vantagem do Galaxy S21 Ultra é, talvez, o sistema de câmaras de nível profissional, que permite captar fotografias com qualidade de estúdio em várias condições e configurações de iluminação, com recurso a um conjunto de novas ferramentas alimentadas por IA quea empresa diz que melhoram a imagem. Este smartphone possui quatro câmaras traseiras (dupla teleobjetiva, ultra-wide e wide) e inclui o novo sensor profissional de 108MP. Assim, torna possível gravar em 4K a 60fps a partir de todas as objetivas, incluindo câmaras traseiras e frontais, para que possa alterar para uma perspetiva diferente, sempre com a mesma qualidade.

Outra das novidades do S21 Ultra é o sensor Bright Night, que é o maior avanço da Samsung no que diz respeito às fotografias. Com a melhoria do Night Mode, a redução de ruído e a tecnologia Nona-binning de 12 MP, o utilizador pode captar fotografias em espaços mal iluminados ou de uma paisagem à noite, de forma mais rápida e com qualidade, segundo a empresa.

Este smartphone apresenta ainda novos recursos de conectividade. É um dos primeiros a suportar o Wi-Fi 6E, o que, segundo a Samsung, pode proporcionar um download rápido de vídeo, videoconferências e streaming mais fluídos, e sem quebras. Além disso, inclui a tecnologia Dual Bluetooth que permite emparelhar sem esforço vários dispositivos e distribuir o consumo de energia para uma longa duração da bateria.

Galaxy S21 Ultra © Divulgação

Pela primeira vez, também vai ser possível dar uso à caneta S Pen no Galaxy S21 Ultra. Desde o desenho às anotações, passando pela edição de fotos e assinatura de documentos, acrescentando, com a versão S Pen Pro, a possibilidade de tirar fotografias em grupo com um clique da caneta.

Os três modelos da linha S21 estarão disponíveis em Portugal a partir de 29 de janeiro, mas as pré-encomendas começam já esta quinta-feira às 17h.

Uns earbuds de ANC inteligente

A tecnológica sul-coreana não se ficou por aqui e, além das novidades nos telemóveis, anunciou também esta quinta-feira os novos Galaxy Buds Pro. A empresa diz que estes auriculares apresentam um som envolvente, uma qualidade de chamada superior, ANC (Cancelamento de Ruído Ativo) inteligente e uma conectividade melhorada com os seus dispositivos.

Com um woofer de 11 milímetros para sons graves mais profundos e um tweeter de 6,5 milímetros para agudos mais ricos, este auriculares sem fios prometem um som mais dinâmico e equilibrado.

Assim, os Galaxy Buds Pro separam a voz de sons indesejados com três microfones e uma Unidade de Captação de Voz (VPU), garantindo que consegue ser ouvido com maior clareza, diz a marca. Um dos microfones externos tem também uma classificação de alta relação sinal-ruído (SNR) para eliminar mais os ruídos de fundo. Também a nova tecnologia Wind Shield no Galaxy Buds Pro promete minimizar a área de contacto com o vento, com uma estrutura exterior e malha especialmente concebidas para filtrar a interferência do vento.

Galaxy Buds Pro © Divulgação

Já os recursos ANC são mais inteligentes, podendo ser ajustados conforme precisar. A empresa diz que podem reduzir o ruído de fundo até 99 por cento. Com o Ambient Sound, pode optar também por amplificar os sons que estão mais próximos, por mais de 20 decibéis, o que significa que pode ajustar e personalizar de acordo com as suas necessidades.

Além disso, o ANC e o Ambient Sound trabalham em conjunto, adaptando-se ao ambiente, reconhecendo quando está a falar e alternando entre o cancelamento de sons próximos e a amplificação dos mesmos. Estes auriculares também estão programados para parar a música sempre que quiser falar, mesmo que esteja a usar o Ambient Sound ou tenha o ANC desligado.

A duração da bateria, quando estão completamente carregados, permite até oito horas de reprodução, com 20 horas adicionais de energia de reserva disponíveis no carregador sem fios. Mesmo quando se utiliza o ANC, ainda é possível desfrutar de 5 horas de reprodução com mais 13 horas disponíveis. Se acabar por ficar sem “sumo”, pode ganhar uma hora de reprodução após apenas cinco minutos de carregamento rápido.

Já a mais recente função Auto Switch permite atender o telemóvel quando os auscultadores estiverem conectados a outro dispositivo Samsung, sem ter que fazer ajustes manuais. Uma vez terminada a chamada, os auscultadores mudam para o dispositivo que estava a usar.

Os Galaxy Buds Pro estarão disponíveis no mercado a partir desta sexta-feira, 15 de janeiro.