Pierre Cherpin não resistiu aos ferimentos depois da grave queda na sétima etapa do Rally Dakar 2021. A organização do evento que termina esta sexta-feira anunciou que o piloto francês de 52 anos, morreu durante a manhã enquanto viajava num avião médico de Jeddah para França.

Transportado por helicóptero de emergência para o Hospital de Sakaka, Cherpin foi operado pelo departamento de neurocirurgia devido a um grave traumatismo cranioencefálico com perda de consciência.

Nos últimos dias, o estado do piloto encontrava-se estável e os médicos aprovaram a sua transferência para o hospital em Lille, França.

Pierre Cherpin estava em coma induzido desde domingo depois de um acidente ao quilómetro 178 da etapa entre Ha ‘il e Sakaka.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta foi a quarta presença do experiente piloto francês num Rally Dakar depois das edições de 2009, 2012 e 2015.

Trata-se da primeira morte verificada na corrida deste ano depois de em 2020, na estreia da prova na Arábia Saudita, terem perdido a vida o português Paulo Gonçalves e o holandês Edwin Straver.