Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Artigo em atualização

Um especialista de Polícia Científica, do Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária da Guarda, foi atingido na tarde deste domingo por um tiro “aparentemente produzido por uma arma de fogo armadilhada”, quando se encontrava a fazer uma inspeção judiciária numa casa. O incidente foi avançado em comunicado pela Polícia Judiciária.

O perito foi atingido enquanto conduzia “uma inspeção judiciária” no interior de uma casa onde, poucos antes, tinha sido localizado um homem “com uma faca de cozinha cravada na zona do peito”, indicou ainda a PJ. O homem estaria quase moribundo, a esvair-se em sangue.

Ao fazer a inspeção, o especialista abriu uma porta interior e foi logo atingido num braço,”por um aparente disparo de arma de fogo armadilhada para esse efeito”. A PJ garante que o perito cumpriu “o pertinente protocolo ajustado à situação”.

“Prontamente assistido no Centro Hospitalar da Cova da Beira, o mesmo Especialista encontra-se bem e livre de perigo de vida”. Já o indivíduo que tinha a faca cravada “permanece em estado grave no mesmo Centro Hospitalar”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR