Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O jogo entre o Sp. Braga e o Benfica, a contar para a segunda meia-final da Taça da Liga em Leiria, deve mesmo realizar-se esta quarta-feira como estava marcado apesar dos 17 infetados desde sábado nos encarnados desde sábado, incluindo cinco jogadores: Gilberto, Diogo Gonçalves, Vertonghen, Grimaldo e Waldschmidt. No entanto, ainda houve a possibilidade de mais uma baixa: Jorge Jesus revelou algumas sintomas após os dois treinos desta manhã de terça-feira, foi colocado em isolamento mas o novo teste voltou a dar negativo.

“O Benfica informa que vai marcar presença na Final Four da Taça da Liga, com a ambição de vencer a prova, à imagem do que acontece em todas as competições que disputa. Após ter exposto publicamente, de forma cautelar e transparente, o aumento de casos de Covid na sua estrutura profissional, não recebeu por parte das autoridades competentes – DGS e Liga de Clubes – qualquer recomendação contrária às regras até agora vigentes nas competições nacionais. Ou seja, proceder ao isolamento dos jogadores que testaram positivo e incluir no lote de atletas à disposição da sua equipa técnica todos aqueles que testaram negativo, 48 horas antes da partida”, começou por anunciar o clube encarnado num comunicado colocado no site oficial.

“Nesse sentido, em mais um testemunho de inabalável espírito de grupo e tenacidade do seu plantel, o Benfica reafirma a intenção de marcar presença amanhã na meia-final da Taça da Liga, com o desígnio de vencer um troféu que já conquistou por sete vezes”, promete o conjunto da Luz, antes de voltar a falar do surto de Covid-19.

“O Benfica ressalta que ao longo da época realizou mais de sete mil testes SARS-CoV-2 a todos os elementos da sua estrutura profissional – em média, 82 por cada colaborador – num universo que se situa claramente acima das orientações da DGS e do que se encontra estipulado pela Liga de Clubes, sendo provavelmente a equipa que mais testou em Portugal. Por fim, importa vincar que o comportamento do seu staff se tem pautado, desde sempre e sem exceções, pelo escrupuloso cumprimento das normas e das recomendações emanadas pelas autoridades competentes no que às equipas profissionais concerne em atual contexto pandémico”, concluiu.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR