Novo surto de Covid-19 na China é o pior que o país registou até agora desde março de 2020, com uma província a registar novos máximos diários, noticiava a agência Reuters na terça-feira.

A China reportou mais de 100 novos casos (159) de Covid-19 pelo sétimo dia consecutivo na terça-feira. As autoridades tinham registado 118 novos casos, na segunda-feira, e 109 no dia anterior.

Das infeções reportadas na terça-feira, 43 diziam respeito a Jilin, um novo recorde diário para a província do nordeste chinês, e 35 tinha sido identificadas na província de Hebei, próxima de Pequim. Já a capital chinesa apenas reportou um novo caso, confirmaram as autoridades, cita a Reuters.

Dezenas de milhões de pessoas estão em confinamento em casa e várias cidades do norte do país têm vindo a testar de forma massiva a população, temendo que infeções não detetadas resultem num aumento dos casos durante o feriado do Ano Novo Chinês, que acontece na segunda semana de fevereiro. As autoridades já apelaram à população para que sejam evitadas viagens e reuniões familiares em grande número.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Um grupo independente de especialistas responsável por avaliar a resposta mundial à pandemia disse, na segunda-feira, que as autoridades chinesas podiam ter aplicado medidas mais fortes em janeiro do ano passado para conter o surto inicial.

Os especialistas apontaram ainda para a demora da Organização Mundial da Saúde em reunir-se com o seu comité de emergência, no início da pandemia, criticando a relutância da agência das Nações Unidas em declarar uma emergência sanitária internacional.