437kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Depressão Ignacio traz muito mau tempo este sábado. Domingo há eleições à chuva. Para a semana os termómetros podem chegar aos 20º

Este artigo tem mais de 1 ano

Depressão Ignacio é a quarta em pouco mais de uma semana e traz muita chuva e vento. Domingo de eleições ainda choverá, mas o tempo já vai aquecer. E para a semana os termómetros vão subir bastante.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Chama-se Ignacio, assim, em espanhol, porque o nome foi-lhe dado pelo serviço meteorológico de Espanha, o AEMET, e é a quarta depressão a passar por Portugal em poucos dias, depois da Gaetan, da Cristoph e da Hortense. Atravessa o país este sábado e traz de novo, muita chuva, vento forte e neve aos pontos mais altos. As regiões Norte e Centro serão as mais afetadas e a agitação marítima deve levar o Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) a emitir avisos para alguns distritos. Bom para ficar em casa numa altura em que se pede isso mesmo, perante os números galopantes e assustadores da pandemia. Mas, estará já a perguntar, e domingo, dia de eleições presidenciais? Irá votar à chuva, sob algum vento, mas a tempestade já terá passado e será aquilo a que o IPMA chama um dia de inverno normal, até mais quente que o habitual.

https://www.windy.com/pt/-Incorporar-widget-na-p%C3%A1gina/widgets?rain,2021-01-24-15,40.781,-14.370,4

Aliás, essa é a boa notícia. Quer dizer, aquela que podia ser uma boa notícia, se não estivéssemos neste segundo confinamento, os passeios nas marginais ou nos jardins e parques não estivessem proibidos e não houvesse dever de recolhimento em casa: as temperaturas vão subir, e muito, na próxima semana, ficando muita acima da média para a época. Os termómetros podem atingir os 17ºC em várias cidades e permanecer assim até ao próximo fim de semana, com dias em que, a Sul, podem chegar aos 20ºC.

Comecemos pelo pior. Este sábado. A depressão Ignácio deve atingir Portugal de manhã, ficando centrada a norte/noroeste da Península Ibérica. Segundo o comunicado do IPMA, prevêem-se períodos de chuva, que serão por vezes fortes e persistentes no Minho e Douro litoral a partir da manhã, e em especial nas zonas montanhosas das regiões Norte e Centro, passando depois a regime de aguaceiros durante a tarde. Há possibilidade de queda de neve acima de 1200/1400 metros de altitude até ao início da manhã. O vento irá novamente intensificar-se, soprando forte durante a manhã (até 40 km/h) de sudoeste, com rajadas até 70 km/h no litoral a norte do Cabo Raso, e sendo forte (40 a 50 km/h), com rajadas até 100 km/h, nas terras altas. A agitação marítima mantém-se forte no litoral oeste, com ondas de noroeste com 4 a 4,5 metros e que diminuirão durante a madrugada.

Quanto a domingo, dia de votos, o tempo melhora um pouco. E aquece. Haverá ainda alguma chuva e vento, mas as temperaturas serão bem mais amenas, com máximas a atingir os 16ºC em Lisboa, por exemplo, e os 15ºC no Porto.

Presidenciais. Domingo de eleições com chuva, vento e temperaturas amenas

Segue-se depois uma semana meio tropical, quente e húmida. Quase sempre com chuva, mas com as temperaturas bastante acima da média para esta altura do ano. Lisboa terá vários dias com máximas de 17ºC, o Alentejo de 18ºC e o Algarve chegará aos 20ºC. Infelizmente, a tragédia da Covid-19 não permite aproveitar a dádiva da meteorologia.

Portugal continental afetado por passagem da depressão Hortense até sexta-feira

Depressão Gaetan traz muita chuva e vento forte. Segue-se a Christoph num comboio de tempestades

Veja então como vão estar as temperaturas e o tempo em várias capitais de distrito do país.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.