436kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Boletim DGS. Portugal com novo máximo diário de mortes (291). Nunca houve tantos internados, mas aumento é o menor em 19 dias

Este artigo tem mais de 1 ano

Portugal ultrapassou esta terça-feira as 11 mil mortes por Covid-19. Nas últimas 24 horas, morreram 291 pessoas e foram detetados mais 10.765 novos casos. Internamentos também estão em novo máximo.

epa08961968 A nurse prepares a dose of the Pfizer-BioNTech vaccine against the coronavirus disease (COVID-19) to be injected at the Andras Josa Teaching Hospital in Nyiregyhaza, Hungary, 24 January 2021.  EPA/ATTILA BALAZS HUNGARY OUT
i

ATTILA BALAZS/EPA

ATTILA BALAZS/EPA

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Depois de uma redução no boletim de segunda-feira, o número de mortes devido à Covid-19 voltou a subir esta terça-feira. Nas últimas 24 horas, foram registados mais 291 óbitos, um novo máximo em Portugal. O país ultrapassa, desta forma, os 11 mil óbitos (11.012) com a doença.

A DGS informou também, no boletim diário, que registou 10.765 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, mais 3.842 do que no dia anterior. Foram confirmados já 653.878 infeções desde o início da pandemia.

Portugal como novo máximo de internamentos

Além do número de mortes, há um outro máximo a registar: nos internamentos, que são agora  6.472. Nas últimas 24 horas, deram entrada nas enfermarias dos hospitais portugueses mais 52 doentes com Covid-19, o que, ainda assim, se trata do aumento mais baixo desde 7 de janeiro, ou seja, há 19 dias.

Já os internados em cuidados intensivos são agora 765, menos dois do que no dia anterior. É a primeira descida desde meados de janeiro.

Além disso, mais 13.728 doentes foram dados como recuperados, num total de 475.485 desde o início da pandemia. É um novo máximo diário de curados.

Boletim DGS. Lisboa e Vale do Tejo com 54% dos novos casos

A região de Lisboa e Vale do Tejo voltou a registar a maioria dos novos casos de Covid-19 em Portugal: 5.785 (54%), seguida pelo Norte, com 2.893, (27%) e Centro, com 1.407 (13%). O Alentejo tem agora mais 339 casos confirmados (3,1%) e o Algarve 203 (1,9%).

Na Madeira, foram confirmados mais 114 casos de infeção e nos Açores 24.

Foi também em Lisboa e Vale do Tejo que ocorreram a maioria dos óbitos (145). O Norte teve o segundo maior número de mortes devido à Covid-19 (68), seguido do Centro (55), do Alentejo (15) e do Algarve (6).

Madeira e Açores registaram, cada arquipélago, uma morte.

Em todo o país, há atualmente 167.381 casos ativos, menos 3.254 do que esta segunda-feira, e 215.770 contactos em vigilância, mais 3.059.

Morreu um homem entre os 30 e os 39 anos

Nas últimas 24 horas, morreram 152 homens e 139 mulheres, em Portugal. De acordo com o boletim da DGS, foi registado um óbito de um homem entre os 30 e os 39 anos. Morreram ainda dois homens entre os 40 e os 49 anos e, na mesma faixa etária, uma mulher.

Entre os 50 e os 59 anos, há mais seis mortes no sexo masculino e cinco no sexo feminino, e entre os 60 e os 69 anos morreram 18 homens e quatro mulheres. Já na faixa etária dos 70 e 79 anos, há a registar a morte de 35 homens e de 24 mulheres. Acima dos 80 anos, morreram 90 homens e 105 mulheres.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.