O ministro da Defesa colombiano, Carlos Holmes Trujillo, morreu esta terça-feira, aos 69 anos, de complicações causadas pela Covid-19, anunciou o Presidente colombiano, Ivan Duque.

Trujillo estava hospitalizado desde o dia 11 de janeiro e tinha sido transferido com urgência para uma unidade de cuidados intensivos do Hospital Militar Central de Bogotá devido à deterioração do seu estado de saúde.

“Colombianos, recebi, com profunda dor e tristeza, a notícia da morte de nosso ministro da Defesa, Carlos Holmes Trujillo”, disse o Presidente, em comunicado ao país, referindo que o ministro morreu na manhã desta terça-feira “após complicações de saúde causadas pela luta contra a Covid-19”.

O ministro, que também assumiu a pasta dos Negócios Estrangeiros nos primeiros 15 meses do Governo, recebeu um teste positivo para Covid-19 a 12 de janeiro, dois dias depois de chefiar um conselho de segurança na cidade de Santa Marta.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nesse mesmo dia foi colocado em quarentena e, embora continuasse a exercer funções, foi internado na clínica ibero-americana de Barranquilla, de onde, a 14 de janeiro, foi transferido para o Hospital Militar Central de Bogotá, tendo morrido esta terça-feira.

“Carlos Holmes era meu amigo, meu parceiro de luta, meu companheiro de equipa e meu ministro em duas pastas”, recordou Duque na declaração que proferiu esta manhã na Casa de Nariño, a sede presidencial, acompanhado pelas chefias militares.

“Tive a honra de partilhar com ele princípios e ideais e de lutarmos juntos pelo bem-estar dos cidadãos”, acrescentou o Presidente, que destacou a “vocação para o serviço público” do ministro.

Carlos Holmes Trujillo nasceu em 1951 em Cartago, município do departamento de Valle del Cauca, e licencicou-se em Direito na era Universidade de Cauca.

Trujillo teve uma longa carreira política, que o levou a ser Ministro da Educação, do Interior, dos Negócios Estrangeiros e da Defesa de vários governos.

Também foi presidente da câmara de Cali, membro da Assembleia Nacional Constituinte que criou a Constituição da Colômbia, em 1991, embaixador na Áustria, na Rússia, na Organização dos Estados Americanos e na União Europeia.