As Forças Armadas realizaram até esta quarta-feira mais de duas mil ações de sensibilização dirigidas a funcionários de lares para prevenção e combate à Covid-19, faltando pouco para o objetivo de chegar aos mais de 2.700 lares do país.

Em comunicado, o gabinete do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas revelou que as 130 equipas das Forças Armadas já realizaram ações de sensibilização em 2.006 estruturas residenciais para idosos, chegando a um total de 27.807 funcionários.

O objetivo destas ações, que pretendem chegar aos mais de 2.700 lares de idosos do país, é “sensibilizar os funcionários destas instituições para as medidas preventivas da propagação por Covid-19”, lê-se no comunicado.

Essas medidas preventivas incluem, por exemplo, práticas de higienização e limpeza, estabelecimento de circuitos e uso de equipamento de proteção individual.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No total, as ações envolvem 121 equipas do Exército, cinco da Marinha e quatro da Força Aérea, em apoio ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Complementarmente, a Direção de Saúde Militar do Estado-Maior-General das Forças Armadas também promove sessões complementares, realizadas remotamente, para ajudar a esclarecer eventuais dúvidas.

Em 14 de novembro, as Forças Armadas contabilizavam já 917 ações de sensibilização dirigidas a funcionários de lares para prevenção e combate à Covid-19, o que significa que em pouco mais de dois meses conseguiram riscar da lista outras 1.089 estruturas.

Portugal registou na terça-feira 291 mortes relacionadas com a Covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 10.765 casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, morreram em Portugal 11.012 pessoas dos 653.878 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2.