Dois portugueses que residem em Macau foram distinguidos no Prémio Internacional de Fotografia de Tóquio, com destaque para os dois prémios (prata) conquistados por João Miguel Barros, foi esta quarta-feira divulgado.

O português garantiu, além de duas menções honrosas com o projeto “Jamestown”, dois prémios silver (prata) com o trabalho “Akuapem”, em outras tantas categorias: Editorial/Desporto e Editorial/Ensaio Fotográfico.

O meu trabalho voltou a ser distinguido este ano”, salientou João Miguel Barros, cujo trabalho “Akuapem” retrata “o Festival tradicional de Odwira (…) celebrado em Akuapem, Gana, integrando múltiplas atividades culturais, religiosas e tradicionais (…) entre elas, o boxe”, com o trabalho a incluir “dois conjuntos de imagens de vários combates que decorrem nessa ocasião numa praça pública cheia de gente”.

Outro português, Gonçalo Lobo Pinheiro, também obteve duas menções honrosas pela reportagem fotográfica sobre lares de idosos em Macau durante a pandemia de Covid-19.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR