A portuguesa Auriol Dongmo continua a ganhar as provas de lançamento do peso e esta terça-feira triunfou no meeting de atletismo de Liévin, em França, prova do circuito de pista coberta da World Athletics.

A recordista nacional e líder mundial do ano foi uma das figuras da reunião francesa de atletismo, em que se destacou o norueguês Jakob Ingerbritsen, que melhorou o recorde europeu dos 1.500 metros indoor, com a quinta marca mundial de sempre.

Dongmo atirou o peso a 19,18 metros, confirmando consistência acima dos 19 metros. Fez ainda um lançamento de 19,15 e quatro entre 17,97 e os 18,97, não marcando qualquer nulo.

Atrás dela, ficaram a alemã Christina Schwanitz, campeã mundial de 2015 (18,93 metros), e a norte-americana Raven Saunders, quinta na última edição dos Jogos Olímpicos (18,66).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nos 1.500 metros, Jakob Ingerbritsen, de 20 anos, abriu a época com 3.31,80 minutos, no que é a corrida mais rápida de sempre de um europeu. O anterior máximo durava desde 1999 e era do espanhol Andrés Diaz.

Jakob entra para o top 5 da especialidade, atrás do recordista mundial, o etíope Samuel Tefara (3.31,04), do marroquino Hicham El Guerrouj e dos etíopes Yomif Kejelcha e Haile Gebrselassie.

A exemplo de Dongmo, lidera o ranking do ano, superando o etíope Selemon Barega, que correra há três dias em Metz (França) em 3.34,62 minutos.

Uma prova que não cumpriu as expectativas em Liévin foi a do salto com vara, em que o sueco Armand Duplantis, recordista mundial, só passou 5,86 metros.

Duplantis, que já tem este ano 6,03 metros, ainda assim ganhou o concurso, à frente do norte-americano Christopher Nilsen, também com 5,86, mas com derrubes. Em terceiro, ficou o francês Renaud Lavillenie, antigo recordista do mundo, com 5,80.