Os exames nacionais foram adiados para julho e setembro e as provas de aferição de Educação Física e Expressões Artísticas foram canceladas, anunciou hoje o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Em entrevista à Rádio Renascença, o ministro revelou sexta-feira que devido à pandemia de Covid-19 as datas dos exames voltaram este ano a ser alteradas e as primeiras provas de aferição, previstas para decorrer entre os dias 03 a 11 de maio, foram canceladas.

A alteração do calendário escolar, provocada pela pausa letiva que ocorreu entre o final de janeiro e princípios de março, obrigou a adiar os exames nacionais: a primeira fase passa de junho para julho e a segunda fase será em setembro, em vez de julho.

Como no final do ano vamos ter mais uma semana de aulas, o calendário escolar andou todo para a frente e vamos ter uma primeira fase de exames a acontecer em julho, em vez de ser em junho, e uma segunda fase de exames a acontecer em setembro, em vez de acontecer em julho, como tradicionalmente acontece”, afirmou em entrevista à Rádio Renascença.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Quanto às provas de aferição, dirigidas aos alunos dos 2.º, 5.º e 8.º anos, estão neste momento canceladas as primeiras provas que seriam realizadas no início de maio pelos alunos do 2.º ano.

Em concreto, as provas de aferição de Educação Física e de Expressões Artísticas, essas sim, foi decidido não realizar neste momento, também porque se iriam realizar em maio — são as que se realizam mais próximo do momento onde estão — e também pela partilha de elementos e por todas as questões que conhecemos”, sustentou.

Quanto às restantes disciplinas, o ministro diz ser cedo para tomar decisões, pois, “neste momento não temos elementos que nos permitam, inequivocamente, dizer que temos de condicionar esta ou aquela opção”.

Neste momento, segundo o calendário das avaliações externas para o atual ano letivo, mantêm-se ainda as provas previstas para os alunos do 5.º e 8.º ano, que entre 17 e 26 de maio deverão realizar as provas de interação orais de Inglês.

Já no início de junho, os alunos do 5.º fazem provas de Português e Inglês enquanto os do 8.º realizam testes a Matemática e Inglês.

Depois voltam a ser os alunos do 2.º ano a realizar provas: Matemática e Estudo do Meio (a 16 de junho) e Português e Estudo do Meio (18 de junho).

O novo calendário escolar será publicado hoje em Diário da República.

Tiago Brandão Rodrigues anunciou ainda que irão chegar mais 15 mil computadores na próxima semana às escolas portuguesas, depois de o Governo ter prometido entregar 335 mil computadores até ao fim do segundo período.

O ministro da Educação voltou a garantir que a primeira encomenda, de 100 mil computadores, foi “completamente distribuída”.