A Volkswagen já lançou numa série de países europeus uma versão mais barata do seu ID.3, que disponibiliza a mesma bateria com 62 kWh de capacidade total (58 kWh útil), mas retira em condições normais cerca de 2000€ ao preço do veículo, uma redução equivalente a cerca de 5%.

Se até aqui o ID.3 era oferecido entre nós nas versões Pro S (com motor de 204 cv, bateria de 77 kWh úteis e autonomia de 550 km) e Pro Performance (204 cv, 58 kWh e 424 km), complementadas pelos diferentes níveis de equipamento (Life, Business, Style, Family, Tech e Max), o novo ID.3 assume a denominação Pro.

Guiámos o novo VW ID.3. Será que vale a pena comprar?

A bateria do ID.3 mais acessível mantém os 58 kWh úteis (62 kWh total), o que significa que o hatchback da VW continua a poder percorrer 424 km entre recargas. Mas para justificar a diferença no preço, o Pro reduz a potência do motor montado no eixo traseiro de 204 cv para 145 cv. Mas é uma limitação artificial, conseguida pela modulação da mecânica, uma vez que o binário de ambos os motores continua a ser 310 Nm, pelo que a resposta ao acelerador é similar nos regimes baixos e médios.

A velocidade máxima do ID.3 Pro de 145 cv continua limitada a 160 km/h, como nas versões de 204 cv, com a desvantagem do modelo mais barato a surgir na capacidade de aceleração, que atinge os 100 km/h ao fim de 9,3 segundos, em vez de 7,3. Diferença que pode ser significante para alguns condutores deste segmento, mas não para todos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O ID.3 Pro permite à marca alemã reduzir o preço em quase 2.000€, baixando para cerca de 36 mil euros, pelo menos a avaliar pelo que acontece nos países em que já está disponível. Resta saber qual vai ser a decisão da Volkswagen em Portugal, pois tanto quanto o Observador apurou, as negociações com a fábrica ainda estão em curso.