Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Integrada na universo da SAIC Motor Corporation, o maior construtor chinês e o 6º a nível mundial, a Maxus é herdeira da Leyland DAF Vans e hoje concentra-se em veículos comerciais, pick-ups, SUV e monovolumes. É igualmente o último reforço dos construtores representados em Portugal pela Bergé Auto, que já importa a Kia, Mitsubishi, Isuzu e Fuso.

A chegada ao nosso mercado dos primeiros veículos deste fabricante está prevista para o segundo trimestre do ano, com o administrador da Bergé Auto, Francisco Geraldes, a afirmar que a inclusão da Maxus no portfólio das suas marcas “representa um importante reforço da aposta da Bergé no nosso país, onde já detém uma presença robusta com quatro marcas e respectivas redes de comercialização e assistência”.

Salientando que a SAIC é um dos maiores grupos mundiais do sector automóvel, da mesma forma que a Bergé é um dos importadores com maior experiência no mercado nacional, o importador anuncia que a Maxus começará por oferecer comerciais ligeiros.

De recordar que o grupo SAIC é igualmente forte nos veículos eléctricos, pelo que a evolução da Maxus passará necessariamente pela mobilidade sustentável, vista como o futuro da indústria automóvel.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR