Destinado exclusivamente à cidade e tão radical de estética como de filosofia, o Citroën Ami 100% ëlectric é um curioso veículo alimentado por bateria. Muito pequeno (apenas 2,41 m de comprimento) e muito leve (425 kg sem bateria), pode ser guiado por condutores a partir dos 16 anos. Mas é provável que o maior trunfo do modelo seja o seu preço, já que é proposto em França por valores a partir de 6.900€, com a marca a antever que o preço não deverá diferir muito no nosso país.

9 fotos

Uma das apostas da Citroën é na estética irreverente, tanto por dentro como por fora, pois o AMI surpreende (e choca alguns) pelas suas linhas rectas e práticas, que à primeira vista tornam difícil perceber onde está a frente e a traseira. Mas se a esta dose de loucura somarmos as hipóteses de personalização, em que cada um “veste” o modelo a seu gosto, é fácil perceber a aposta nos clientes mais novos. Curiosamente, para reduzir os custos, o AMI monta duas portas rigorosamente iguais, que apenas são invertidas para ser montadas à esquerda ou à direita.

Adeus trotinetas! Ami é “a loucura” na cidade

Por dentro, as soluções são igualmente ousadas. Mas sempre simples, pois não se consegue um preço canhão sem abrir mão de alguns pormenores. Com apenas bancos para dois e um pequeno espaço para bagagens lá atrás, o pequeno Citroën aposta no carácter prático das suas soluções, desde a forma como concentra as poucas informações prestadas ao condutor num reduzido painel de instrumentos, ao modo como recorre ao smartphone para desempenhar o papel de ecrã central, através do qual se acede ao sistema de navegação, seleccionar música e até… telefonar.

A bateria de 5,5 kWh é suficiente para percorrer cerca de 70 km, mas o peso sobe para 485 kg. Está claro que não vale a pena pensar em grande velocidade ou arranques esfuziantes, pois o modelo está limitado a 45 km/h, para dar acesso a condutores com a licença de categoria B1. Além do preço extremamente reduzido, por cerca de 6.900€, o Ami é proposto em França por um aluguer mensal ainda mais convidativo, de apenas 20€ por mês.