Marques Mendes critica Rui Rio por ter atacado esta semana Rui Moreira, o presidente da câmara do Porto. No comentário habitual no Jornal da Noite da SIC, o antigo presidente social-democrata afirmou que Rui Rio está a distrair-se com autarcas, desviando as atenções do primeiro-ministro e prejudicando o PSD.

Na passada quinta-feira, em entrevista ao Observador, Rui Rio acusou Rui Moreira de não ser uma pessoa “confiável” e garantiu que jamais seria capaz de apoiar “alguém que tem interesses imobiliários na cidade em que é presidente de câmara”.

Rui Rio: “Rui Moreira não é uma pessoa confiável”

“O único grande ganhador com esta polémica é Rui Moreira”, considera Marques Mendes. “Mostra que está forte”.

O comentador da SIC entende que, “para o PSD, nada disto é bom”, porque “quando critica os autarcas desvia as atenções do primeiro-ministro e do Governo, portanto, deixa o Governo à solta, o que é mau para a oposição e mau para a democracia”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Qual é a mensagem que sai para o exterior? Uma ideia nova? Uma causa alternativa à do Governo? Uma crítica ao governo ou ao primeiro-ministro que seja assertiva, marcante? Não. O que passa é um conflito com Carlos Carreiras [presidente da câmara de Cascais] e Rui Moreira”, atira Marques Mendes. “Isto não é uma boa imagem. É um erro”.

Para o antigo presidente do PSD, esta é “uma inversão completa de prioridades”, uma vez que o partido precisa “é de ter diferenças em relação ao Governo”.

“Aos olhos da esmagadora maioria dos portugueses não se notam quais são as distinções, as diferenças, as alternativas entre PS e PSD”, critica Marques Mendes, que sugere a Rio que se concentre “em ter mais trabalho, melhor trabalho e um trabalho centrado em alternativas e não em conflitos desta natureza”.

“Ao fim destes anos, a generalidade dos portugueses não percebe quais são as diferenças essenciais entre PS e PSD”, lamenta.