Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Doctorino, uma plataforma que permite fazer a marcação online de consultas presenciais, videoconsultas e consultas ao domicílio, lançou uma nova funcionalidade: os utentes deste serviço vão poder receber em casa os medicamentos prescritos, poucas horas após terem saído da consulta.

O processo é simples, como explica a startup portuguesa: durante a consulta, os profissionais de saúde a receita digital ao doente e, no final, este recebe uma notificação. Se carregar neste alerta pode fazer o pedido dos medicamentos receitados. Depois, escolhe a região em que se encontra, indica os contactos e o código da receita, e escolhe a hora preferencial da entrega, que será realizada no mesmo dia por uma das farmácias parceiras da Doctorino.

“O objetivo é tornar todo o processo mais prático e cómodo, não apenas para quem tem maiores dificuldades de deslocação, mas para todas as pessoas”, esclarece em comunicado Nuno Gonçalves, cofundador da Doctorino, acresecentando que em contexto de pandemia “é essencial evitar todas as deslocações não essenciais, incluindo a estabelecimentos de saúde e farmácias”.

Para já, a funcionalidade estará disponível apenas nas cidades de Lisboa, Porto, Sintra e Braga. Mas a empresa garante que pretende chegar ao resto do país no futuro.

Lançada no ano passado, a Doctorino facilita o agendamento de consultas presenciais, online ou ao domicílio. Atualmente, a plataforma tem disponíveis cerca de 1.400 profissionais de saúde de várias especialidades, incluindo clínica geral, dermatologia, fisioterapia, ginecologia-obstetrícia, terapia da fala, psiquiatria, pediatria, oftalmologia, nutrição, entre outros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR