As autoridades de saúde dinamarquesas, seguindo os passos de vários países da União Europeia, estenderam aos maiores de 65 anos a recomendação de utilização da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca/Oxford, com base num estudo escocês. Até agora, Copenhaga não havia recomendado esta vacina para pessoas com mais de 65 anos, argumentando que os dados científicos do laboratório anglo-sueco eram insuficientes.

Vacina da AstraZeneca apenas para pessoas com menos de 65 anos. 8 respostas para perceber o que está em causa

Os resultados escoceses são positivos. Eles mostram uma diminuição acentuada do risco de hospitalização ligada à Covid-19, também em idosos”, adiantou uma responsável da Agência Nacional de Saúde Sundhedsstyrelsen, Bolette Søborg, citada num comunicado.”As dúvidas estavam a surgir a partir dos dados limitados obtidos em estudos de aprovação de vacinas. E, agora, está confirmada em grande escala” a sua eficácia nos mais idosos, disse a responsável.

Ordem dos Médicos defende que vacina da AstraZeneca seja administrada acima dos 65 anos

A França e a Alemanha também já estenderam a vacina AstraZeneca a pessoas com mais de 65 anos. Na Dinamarca, país da UE onde a campanha de vacinação se encontra entre as mais avançadas, 3,2% dos 5,8 milhões de habitantes estão totalmente vacinados e 8,3% receberam a primeira dose. O país espera ter vacinado toda a sua população adulta até ao final de junho.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.560.789 mortos no mundo, resultantes de mais de 115,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.