501kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Pirlo arriscou descansar Ronaldo mas Morata decidiu em três minutos: Juventus vence Lazio antes da receção ao FC Porto

Este artigo tem mais de 1 ano

Ronaldo começou no banco, Lazio foi melhor durante largos minutos mas bis de Morata na segunda parte valeu vitória à Juventus e permitiu dar 20 minutos ao português antes da receção ao FC Porto (3-1).

Ronaldo foi poupado antes do encontro decisivo na Champions com o FC Porto mas Morata deu conta do recado no jogo com a Lazio
i

Ronaldo foi poupado antes do encontro decisivo na Champions com o FC Porto mas Morata deu conta do recado no jogo com a Lazio

AFP via Getty Images

Ronaldo foi poupado antes do encontro decisivo na Champions com o FC Porto mas Morata deu conta do recado no jogo com a Lazio

AFP via Getty Images

Um perdeu e acabou feliz individualmente, outro ganhou mas ainda procura a felicidade em termos coletivos. No final do encontro entre Juventus e Spezia, que o conjunto de Turim venceu de forma tranquila por 3-0, Emanuel Gyasi não conseguiu contrariar o maior poderio dos bianconeri mas terminou com uma camisola de Ronaldo, que agradeceu nas redes sociais (onde tem na fotografia de perfil uma imagem a abraçar o avançado) a lembrança do português com a frase “Obrigado, chefe”. No seu contexto, foi uma vitória. Já o capitão da Seleção, que fechou o resultado com um remate de pé esquerdo após um grande sprint já perto do minuto 90, festejou o triunfo mas com a noção de que as contas estão tudo menos fáceis. E este era um período decisivo na temporada.

Ronaldo marca na vitória da Juventus e torna-se o primeiro de sempre a fazer 20 ou mais golos na liga em 12 épocas consecutivas

É certo que, à entrada para esta 26.ª jornada, faltavam ainda 14 rondas para o final da Serie A mas os sucessivos deslizes do conjunto comandado por Andrea Pirlo, que procura o décimo scudetto consecutivo mas que tinha dez pontos de atraso para o Inter, voltaram a ligar os alarmes. Na penúltima jornada há Juventus-Inter, o conjunto de Milão tem ainda encontros complicados com Atalanta, Nápoles e Roma, mas a margem de erro, que há muito era pequena, tornou-se nula. E não só a equipa enfrentava uma sempre complicada receção à Lazio de Simone Inzaghi como tem já na terça-feira outro teste decisivo em casa frente ao FC Porto para a Liga dos Campeões.

Todos os jogos são decisivos para a Juventus. Agora vamos ter a Lázio pela frente, num jogo importante naquilo que é a continuidade do Campeonato. Depois, pensaremos no FC Porto. Estou habituado a pensar jogo a jogo e não nos que vêm depois, porque o presente é o jogo de sábado. Temos de concentrar-nos com toda a força no jogo com a Lázio”, destacara o técnico bianconeri.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Se Ronaldo precisa de descansar? Quando tens muitos jogos seguidos, é natural que precises de um ou dois dias para descansar mas conto com todos neste momento e, por isso, ele cerrou os dentes e vai cerrá-los nos próximos jogos, enquanto precisarmos. Ele já provou que é um grande profissional dentro e fora do campo, dá sempre o exemplo e vai continuar a fazê-lo sempre”, acrescentou, a propósito das possíveis poupanças que poderia promover na equipa e que, pela posição que a Vecchia Signora ocupa na Serie A, estão agora “vetadas”. Todavia, foi apenas bluff: numa informação que já circulava à tarde em alguns meios na imprensa italiana, Ronaldo ficou mesmo no banco por um ligeiro problema físico e entrou apenas para os últimos 20 minutos, quando dois golos em três minutos de Morata tinham colocado a Juventus na frente num resultado enganador para o que se passou.

Com Danilo a ser chamado para fazer dupla no meio-campo com Rabiot e Chiesa, Ramsey e Kulusevski no apoio mais direto a Morata, a Juve teve um início de jogo falhado por mérito da Lazio, que revelou uma grande capacidade nas transições e foi somando algumas boas aproximações com remates perigosos de Mohamed Fares e Milinkovic-Savic antes do golo inaugural de Correa, aproveitando um mau passe de Kulusevski para encarar Demiral no 1×1, fazer uma grande finta no turco e rematar rasteiro sem hipóteses para Szczesny (14′). Luís Alberto continuou a ser um quebra-cabeças para os bianconeri mas, contra o rumo do encontro apesar de duas ameaças de Ramsey e Morata, os visitados conseguiram ainda empatar em cima do intervalo num grande remate ao ângulo de Rabiot (39′) antes de mais uma boa oportunidade para o conjunto de Roma com Fares a atirar ao lado (45′).

[Clique nas imagens para ver os golos do Juventus-Lazio em vídeo]

No segundo tempo, e apesar da pressão para ter de passar para a frente do marcador, a Juventus ainda apanhou um enorme susto num cabeceamento de Milinkovic-Savic nas costas (e quase de costas) da defesa dos visitados que bateu na trave da baliza de Szczesny (52′) mas a Lazio não melhorou em nada após as saídas de Lucas Leiva e Lulic e deitou tudo a perder em três minutos, com Morata a fazer o 2-1 com um grande remate de pé esquerdo na área após jogada de Chiesa que nasce num roubo de bola oportuno (57′)  e o 3-1 de penálti (60′), com Ronaldo a aplaudir de sorriso nos lábios na zona de aquecimento mesmo percebendo que esses dois momentos deveriam contribuir para atrasar a sua entrada em campo que aconteceria apenas a meio da segunda parte, com Pirlo a poupar Morata, Cuadrado e Ramsey tendo em vista o encontro com o FC Porto. E com outra curiosidade: após o jogo, o português recusou duas vezes a camisola… dizendo que já tinha “dono” na equipa da Lazio.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.