O ministro do turismo grego anunciou que o país espera ter a época turística retomada a 14 de maio. O regresso dos visitantes é aguardado com entusiasmo pela população, na medida em que o setor emprega um em cada cinco gregos e é responsável por grande parte das receitas do país, segundo o “The Guardian”.

Em declarações à IBT Berlim, a maior feira turística do mundo, Haris Theoharis disse que são bem-vindos ao país os vacinados, quem tenha anticorpos ou um teste negativo à Covid-19. “Pretendemos retomar o turismo a partir do dia 14 de maio com regras específicas e protocolos adaptados. Até lá, serão gradualmente levantadas as medidas restritivas se as condições o permitirem”, afirmou o ministro.

Perante a importância do turismo na economia grega, Atenas tem pressionado Bruxelas para a criação de um certificado de vacinação que permita desbloquear os constrangimentos às viagens.

Margaritis Schinas, vice-presidente da Comissão Europeia, acredita que no verão esteja pronto um passe digital que permita essa livre circulação de turistas. “Depois da última conferência pode-se dizer que há convergência quanto à necessidade da criação deste certificado” assinalou em declarações à ERT, canal televisivo estatal grego, destacando aquilo que seria “um produto europeu, igual em todo o continente”.

Certificado de vacinação. Que problemas científicos e éticos enfrenta?

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O governo grego, perante a drástica quebra de receitas causada pela crise pandémica, tem agora como objetivo atrair pelo menos metade das 31.3 milhões de pessoas que visitaram o país antes da Covid-19.