O ex-chefe da Marinha da Guiné-Bissau Bubo Na Tchuto foi ouvido esta quinta-feira pelo Ministério Público num processo em que é suspeito de alegados crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal, disse o seu advogado.

O advogado Marcelino Ntukpe indicou que a audiência, no gabinete de delitos económicos do Ministério Público, durou cerca de uma hora para ser suspensa até ao próximo dia 18. O contra-almirante Bubo Na Tchuto, com 71 anos e na reserva, sentiu-se mal e os magistrados decidiram marcar a audiência para uma nova data, disse Ntukpe.

O advogado precisou que a equipa da defesa de Bubo Na Tchuto vai analisar os elementos constantes na argumentação do Ministério Público e no dia 18 irá apresentar uma posição.

Bubo Na Tchuto está a ser investigado enquanto empresário, esclareceu o advogado, citando o despacho do Ministério Público. Desde que regressou ao país, em 2016, após ter estado três anos detido nos Estados Unidos acusado de tráfico internacional de droga, Bubo Na Tchuto dedicou-se ao comércio.

Ex-chefe militar da Guiné-Bissau condenado a quatro anos de prisão nos EUA