Ao fim de 10 anos de atividade, Chrissy Teigen despediu-se do Twitter e apagou a conta naquela rede social, onde somava 13.7 milhões de seguidores. Nos últimos tweets, publicados esta quarta-feira, a modelo, que é mulher do músico John Legend, disse estar “profundamente magoada” com a “negatividade” da plataforma. Escrevendo, pela última vez, que era tempo “de dizer adeus”, Teigen afirmou ainda que o Twitter fez dela uma pessoa diferente.

“Durante mais de 10 anos vocês têm sido o meu mundo. Honestamente, devo muito a este mundo que criámos aqui. (…) Mas chegou a altura de dizer adeus”, começou por escrever, admitindo que a experiência naquela rede social estava a tornar-se mais negativa do que positiva. “O meu objetivo de vida é fazer as pessoas felizes. A dor que sinto quando não o faço é demais para mim”, continuou.

Definindo-se como uma pessoa sensível, Teigen esclareceu que ainda não aprendeu “a bloquear a negatividade” e encorajou os seguidores a nunca se esquecerem do peso das palavras, “não interessa o que veem, o que essa pessoa retrata ou a vossa intenção”. Durante anos, Teigen levou tantos “socos pequenos” que, agora, está “profundamente magoada”. Apesar da decisão, a conta de Instagram, onde tem 34 milhões de seguidores, permanece ativa.

“Teremos sempre o Jack connosco”. Chrissy Teigen e John Legend perdem o terceiro filho

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Chrissy Teigen, personalidade da televisão americana que partilha dois filhos com o cantor e compositor John Legend, partilhou nas redes sociais, em outubro de 2020, as complicações na gravidez que provocaram a morte do terceiro filho do casal, uma decisão que lhe rendeu vários elogios pela coragem, com muitas organizações a agradecerem o contributo para quebrar o estigma. “Estamos em choque e profundamente magoados, de uma forma que só ouvimos falar e que nunca tínhamos sentido antes. Não fomos capazes de parar a hemorragia e de dar ao nosso bebé o que ele precisava, apesar de sacos e sacos de transfusões de sangue. Não foi o suficiente”, escreveu Chrissy à data.

Teigen, cuja conta de Twitter chegou a ser bloqueada pelo ex-presidente norte-americano Donald Trump e cujos comentários espirituosos na rede social deram muito que falar, despediu-se a dizer que os seguidores foram sempre a sua principal preocupação.