A próxima edição do Festival Internacional de Cinema – IndieLisboa, que deveria começar a 29 de abril, foi adiada para agosto, em consequência das restrições do plano de desconfinamento em tempo de pandemia, anunciou esta quarta-feira a organização.

A direção do IndieLisboa decide, assim, repetir o que fez em 2020, quando adiou o festival para o final do verão, para poder ter sessões de cinema com público, em sala, ainda que com lotação reduzida.

Assim, este ano o IndieLisboa – a cumprir a 18.ª edição – decorrerá de 21 de agosto a 06 de setembro.

“A decisão de realizar o festival novamente nesta altura foi tomada tendo em vista que nas datas previamente anunciadas não seria possível realizar o festival com a estrutura desejada em consequência das restrições vigentes do plano de desconfinamento”, lê-se no comunicado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em abril, na semana em que era suposto realizar-se, o IndieLisboa fará uma sessão especial na Cinemateca Portuguesa, na qual será anunciada a programação completa da retrospetiva dedicada à realizadora francesa Sarah Maldoror.

O IndieJúnior, como irá decorrer dentro das escolas e não nas salas de cinema, irá manter as datas previstas, de 29 de abril a 14 de maio. A vertente do IndieJúnior para famílias só acontecerá em agosto e setembro.