O polémico lance no final do jogo Sérvia-Portugal continua a dar que falar no mundo do desporto e, numa nota divulgada pela agência Reuters, a UEFA esclareceu que “a decisão de usar a tecnologia da linha de golo nos jogos da qualificação europeia cabe à federação anfitriã de cada jogo”.

Nas situações em que a federação da casa assim o entender “deve obter uma autorização por escrito da federação visitante para o efeito”.

“Não creio que a bola tenha entrado”, afirma Mitrovic

Ainda no rescaldo da partida, o defesa Stefan Mitrovic, protagonista do corte que negou o golo à seleção das Quinas, assegurou que a bola não entrou na baliza sérvia e comentou a reação do capitão português.

“O Cristiano Ronaldo tem a sua visão da situação, pode estar chateado. Mas não creio que a bola tenha entrado. Estamos felizes com o resultado, conseguimos um ponto no final. Mas não estamos satisfeitos, pois queríamos a vitória”, declarou o antigo defesa do Benfica, à imprensa sérvia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No final da partida, o selecionador nacional, Fernando Santos, revelou que o árbitro Danny Makkelie lhe pediu desculpa pela sua decisão, num gesto em que assume o erro.

Uma equipa que vai dos 100 aos 0 no espaço de um intervalo (a crónica do Sérvia-Portugal)